Cássio defende a RenovaBio e critica cobrança do ICMS na Paraíba

Para o senador paraibano Cássio Cunha Lima (PSDB) a aprovação das metas de emissões de carbono, que compõem a Política Nacional de Biocombustíveis (RenovaBio), significam um avanço no combate ao alto preço dos combustíveis praticados no País que motivaram a recente paralisação dos caminhoneiros, com efeitos negativos para a população e para toda a economia.

Contudo, reforça Cássio, é urgente um debate responsável sobre a redução do valor dos impostos cobrados à população, seja no âmbito federal e dos estados.

“Na Paraíba, o ICMS cobrado pelo Governo do Estado é de 29%. Somando com os tributos federais, o cidadão paga 50% só de imposto por cada litro de combustível”.

Cássio volta a lembrar que o caixa dos estados se beneficiou significativamente com os aumentos sucessivos dos preços dos combustíveis.

“Os estados lucraram com esta política de aumento da Petrobras, mais de 1 bilhão e meio de reais. Só no caso do meu estado, a Paraíba, com estes aumentos  recentes a arrecadação foi de R$ 78 milhões a mais”, enfatiza Cássio, para quem “Governo Federal e estados não podem se manter insensíveis, distantes a omissos diante das mudanças exigidas nas ruas”.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.