25.1 C
João Pessoa
Início Destaque PF cumpre mandados na Paraíba em operação contra tráfico interestadual de drogas

PF cumpre mandados na Paraíba em operação contra tráfico interestadual de drogas

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (25) a operação Insônia, com o objetivo de reprimir o tráfico interestadual de drogas, via postais. Estão sendo cumpridos um total de 48 mandados de busca e apreensão na Paraíba e nos estados de Minas Gerais, São Paulo, Mato Grosso, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Santa Catarina, Goiás, Pará, Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro e Roraima.

Também estão sendo cumpridos dois mandados de prisão temporária e um mandado de prisão preventiva na cidade de Uberlândia, em Minas Gerais. As ordens judicias foram expedidas pela Vara de Entorpecentes de Campina Grande.

As investigações começaram há cerca de cinco meses, quando a Polícia Federal identificou que o grupo criminoso remeteu mais de 500 encomendas postais com a droga, conhecida popularmente como “ecstasy” ou “bala”.

O processo de investigação também apontou que a comercialização do entorpecente ocorria por meio de aplicativos de mensagens e tiveram como destinatários traficantes da cidade de Campina Grande, João Pessoa e municípios dos outros estados que são alvo da ação.

Outras cidades que foram destino para entrega das drogas:

  • Anápolis – Goiás
  • Uruaçu – Goiás
  • Araçatuba – São Paulo
  • Jaboticabal – São Paulo
  • Pirassununga – São Paulo
  • Votuporanga – São Paulo
  • Belo Horizonte – Minas Gerais
  • Coronel Fabriciano – Minas Gerais
  • Chapecó – Santa Catarina
  • Cuiabá – Mato Grosso
  • Sorriso – Mato Grosso
  • Guanambi – Bahia
  • Porto Seguro – Bahia
  • Macei – Alagoas
  • Natal – Rio Grande do Norte
  • Porto Alegre – Rio Grande do Sul
  • Recife – Pernambuco
  • Ribeirão Preto – São Paulo
  • Rio Branco – Acre
  • Rio de Janeiro – Rio de Janeiro
  • Rio Grande – Rio Grande do Sul
  • Santarém – Pará
  • Taguatinga – Amazonas

 

Os investigados, segundo a PF, utilizavam nomes de empresas falsas, com suposta atuação em vendas pela internet na área de bijuterias e de suplementos alimentares. Eles devem responder pelos crimes de tráfico interestadual de drogas e associação para o tráfico.

Thaysa Videres
Jornalista - Assessora de Comunicação - Repórter do PautaPB / [email protected] / 83 99827-0372

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais Lidas

Ministro da Educação participa do lançamento do curso de Direito da Faculdade Cidade Viva em JP

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, vai participar do lançamento do curso de Direito da Faculdade Internacional Cidade Viva (FICV), nesta quinta-feira (2), no...

Ana Cláudia lamenta descaso com a educação e merenda nas escolas em Campina Grande

A Secretária de Estado do Desenvolvimento e Articulação Municipal (SEDAM), Ana Cláudia Vital, veio a público nesta quinta-feira (02) lamentar mais um prejuízo para...

Em João Pessoa, Cendor auxilia no tratamento da dor crônica e atendimentos de especialidades

O Centro de Tratamento da Dor (Cendor), localizado no Complexo Hospitalar de Mangabeira Governador Tarcísio de Miranda Burity (Ortotrauma), é um centro de referência...

Cícero Lucena inaugura nova sede do Sine-JP no Varadouro

As pessoas que estão em busca de uma vaga no mercado de trabalho a partir de agora têm uma nova e moderna instalação do...