Governador se reúne com Capitania dos Portos e mantém rigoroso monitoramento das praias

O governador João Azevêdo se reuniu, nesta segunda-feira (28), na Granja Santana, em João Pessoa, com o capitão de fragata da Capitania dos Portos da Paraíba, Rodrigo Godoy, e com o secretário da Infraestrutura, dos Recursos Hídricos e do Meio Ambiente, Deusdete Queiroga, ocasião em que foi apresentado um relatório de um rigoroso monitoramento que atesta que as praias da Paraíba ainda não foram atingidas pelas manchas de óleo que afetam o Litoral do Nordeste.  Na oportunidade, também ficou definido que o Estado irá executar um plano local de contingência com o objetivo de atuar com maior agilidade, em caso de a Paraíba ser afetada pelo problema.

Durante a reunião, o chefe do Executivo estadual apresentou ao representante da Marinha o ofício encaminhado pelo ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, que trata do auxílio do governo australiano no trabalho de prevenção e remoção do óleo que tem atingido os recifes dos Estados nordestinos e detalhou todas as ações preventivas já promovidas pelo Governo no sentido de evitar grandes impactos ambientais e econômicos no Estado.

De acordo com o secretário Deusdete Queiroga, o Governo da Paraíba continua realizando o trabalho diário de monitoramento no Litoral paraibano. “As nossas praias continuam limpas, mas o nosso trabalho é incessante e toda a equipe está empenhada nesse processo, sendo uma ação que envolve vários órgãos do Estado e parceiros”, pontuou.

Ele também ressaltou que o capitão de fragata Rodrigo Godoy aproveitou a reunião para agradecer todo o esforço empreendido pela gestão estadual para evitar grandes problemas ambientais no Estado. “A Secretaria de Segurança tem feito monitoramentos com drones e o Corpo de Bombeiros, a Defesa Civil e a Sudema também têm realizado um extraordinário trabalho. Nesse encontro de hoje também ficou acertado que o Exército poderá nos ajudar no trabalho de remoção, caso as manchas de óleo cheguem ao nosso Litoral”, explicou.

Além do monitoramento aéreo, a Paraíba ampliou seu grupo de trabalho com o objetivo de fazer acompanhamento e monitoramento diário do Litoral e tem realizado campanhas de esclarecimento voltadas à sociedade civil.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.