Zennedy: “Os governistas usam a política da convaconva até a vontade do povo”

Segundo o dirigente do PV, as agressões a Lucélio Cartaxo, hoje, eram elogios em 2014, quando eles foram salvos pelo grupo vitorioso em João Pessoa, “mas eles gostam mesmo é da velha política truculenta e arrogante”.

O vice-presidente estadual do Partido Verde (PV), Zennedy Bezerra, comentou, nesta quarta-feira (25), que os efeitos do crescimento da pré-candidatura de Lucélio Cartaxo ao Governo do Estado vêm incomodando a ala governista. “Nos últimos dias, voltamos a ver um desfile de agressões pessoais, típicas de uma forma antiga e ultrapassada de fazer política. Assistimos a um grupo que já vai completar 16 anos consecutivos abraçado ao poder tentando se perpetuar por ainda mais tempo”, disse.

Bezerra lembrou que, diferente do que dizem alguns, Lucélio tem uma trajetória sólida e bem sucedida na gestão pública e na militância política, alem do compromisso com um futuro diferente para a Paraíba. “Cartaxo foi militante do movimento estudantil, dirigente partidário, uma liderança no seu segmento profissional, tendo também coordenado programas sociais e presidido órgão públicos importantes. Quem hoje fala em oligarquia, mesmo sendo de um grupo agarrado ao poder, apoiou a campanha de Lucélio Cartaxo para o Senado em 2014 só com elogios. É a velha prática política movida por circunstância e não por propósitos”, comentou.

Segundo Zennedy, diferente de outros pré-candidatos, Lucélio tem atitude para governar com altivez e autonomia. “Cartaxo tem o apoio de um conjunto de partidos que acreditam em uma nova forma de fazer política. Por isso pode governar com identidade própria e respeito às pessoas, ouvindo a população. Não vai ficar recebendo ordens de um chefe. Seu compromisso não é com um pequeno grupo político, mas com o povo da Paraíba”, disse.

você pode gostar também Mais do autor