Cartaxo anuncia mais de R$ 5 milhões em bônus salarial para profissionais da saúde

Com os resultados dos investimentos realizados na área da saúde e do novo modelo de gestão por resultados implantados na rede, o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, anunciou nesta segunda-feira (27) o pagamento de um total de R$ 5,39 milhões em bônus a 2.695 profissionais da Atenção Básica que conseguiram, por meio do planejamento e de trabalho intenso, melhorar o atendimento à população. Os pagamentos, já disponíveis nesta semana, dizem respeito ao Prêmio de Qualidade e Inovação do Programa de Melhoria da Qualidade da Atenção Básica e Centros de Especialidades Odontológicas (PMAQ-AB e CEO).

O prefeito garantiu ainda que em janeiro serão pagos mais R$ 700 mil de prêmios referentes ao desempenho das equipes de Saúde da Família no Programa Gerente Saúde. Será a primeira avaliação geral do Programa, que estabelece um conjunto de medidas para elevar a eficiência e humanizar os serviços. O trabalho é feito a partir de metas de atendimento e aumento dos indicadores de satisfação das pessoas por meio do Índice de Satisfação do Usuário, formado a partir de pesquisas sistemáticas com os usuários – entre abril e 20 de novembro passados já foram realizadas 14.055 entrevistas no entorno das USFs.

“Investimos muito na ampliação, modernização e reforma da rede de saúde de João Pessoa nos últimos anos. Montamos a maior rede de UPAs da Paraíba, criamos serviços novos, reativamos a realização de transplantes de rins e fígado, mas isso só foi possível porque implantamos um novo modelo de gestão, focado nos resultados e no cuidado efetivo com as pessoas”, explica Luciano Cartaxo. O anúncio foi feito uma semana depois da injeção de R$ 187 milhões na economia, com o pagamento do 13º salário e as folhas de novembro e dezembro.

Premiação – O Prêmio de Qualidade e Inovação da Atenção Básica vai significar o pagamento extra que varia de R$ 800,00 a R$ 6 mil para os profissionais de saúde do município. Financiado com recursos do Ministério da Saúde, é resultado do planejamento, da execução do trabalho e da melhoria nos indicadores de saúde da população. Para estabelecer quem deve ou não receber o bônus por desempenho, o Ministério da Saúde contrata uma auditoria externa para avaliar os números. Neste caso, a auditoria foi feita por equipes da Universidade Federal da Paraíba (UFPB).

De acordo com o prefeito, as equipes do Rangel, São José II e IV, Grotão, Mangabeira e da Penha foram as que tiveram as maiores notas de acordo com a avaliação do Ministério da Saúde e receberão os maiores valores. Além disso, Luciano Cartaxo ainda anunciou que nos próximos dias estará sancionando a lei para que a premiação do PMAQ aconteça na Capital de forma trimestral. “Estamos apenas aguardando que a lei chegue à nossa mesa para sancioná-la e assegurar a premiação a cada três meses já a partir do próximo ano”, disse Luciano Cartaxo.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.