ASSISTA: durante debate, candidato Pepeu deixa Fábio Tyrone em “maus lençóis” e prefeito parte para briga

O debate realizado nesta quinta-feira (22) pela TV Dário do Sertão envolvendo os candidatos a prefeito de Sousa, quase que terminava em pancadaria. O candidato Pepeu do PSL, ao questionar o candidato à reeleição, Fábio Tyrone, sobre sua ficha corrida de agressões físicas as suas ex-companheiras, deixou o atual prefeito em “maus lençóis” durante o debate.

Pepeu disse que Fábio Tyrone não tinha moral para falar de políticas públicas para mulheres devido ao histórico dele, de agressão contra suas ex-companheiras.

Tyrone ficou tão descompensado e constrangido pelo questionamento de Pepeu, que no intervalo do debate, ameaçou o candidato do PSL com uma surra. Tyrone partiu para vias de fato com seu adversário e teve que ser contido pela segurança presente no local.

Tyrone é acusado de bater na sua ex-esposa e na sua ex-namorada, Myrian Gadelha, que hoje é candidata a vice-prefeita na chapa de Leonardo Gadelha.

Relembre um dos casos

 

Prefeito de Sousa, Fábio Tyrone agride ex-companheira e é denunciado à Justiça; veja fotos

O atual prefeito da cidade de Sousa no Sertão Paraibano, Fabio Tyrone, agrediu sua ex-companheira e foi denunciado à Justiça. A agressão cometida pelo prefeito foi divulgada nas redes sociais através de fotos da vítima, por Roberta Cunha Lima e o ex vice-prefeito de Campina Grande, Ronaldo Cunha Lima Filho.

Nas fotos a advogada Miriam Pires Benevides Gadelha, aparece cheia de ematomas por todo o corpo, além de um dos olhos estar machucado.

A vítima entrou com um pedido de  Medida Protetiva de Urgência, pelo Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), que foi despachado pelo desembargador plantonista Ricardo Vital de Almeida.

No relato feito ao desembargador, Miriam afirma que estava em uma festa na Capital Paraibana com o prefeito Fábio Tyrone e ele estava bebendo demais e a viu a conversar com outros convidados da festa. No trajeto para a residência, Tyrone começou a discutir com Miriam e já começou a agredi-la com um “tapa” no rosto. Em casa, Fabio Tyrone voltou a agredir a vítima com mais “tapas”, empurrões e chutes”, além de tachá-la de “puta, vadia e louca” e socá-la no olho.

Na Medida Protetiva, o magistrado proíbe o prefeito de Sousa de se aproximar da vítima por no mínino 300 metros e também de evitar qualquer tipo de comunicação com Miriam.

Abaixo o despacho do desembargador e as fotos da vítima.

    

 

Despacho

  

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.