No Conde, Márcia Lucena “peita” a Justiça e realiza ato de campanha que estava proibido; veja vídeos, fotos e documentos

A belíssima cidade litorânea de Conde está vivendo verdadeiramente nos últimos anos, sob uma forte “tirania” que parte da atual prefeita, Márcia Lucena (PSB) e seus comandados. Neste sábado (17), Márcia Lucena superou a todos de fato. A prefeita, que é bom lembrar que usa uma tornozeleira eletrônica, após ser presa acusada de participar de uma Organização Criminosa (ORCRIM), onde desviou mais de R$ 134 milhões da Saúde da Paraíba no governo do seu aliado político, Ricardo Coutinho; estava proibida por ordem da Justiça, de realizar um ato de campanha no Conde e, o que ela fez? “Peitou” a ordem da Justiça que proibia realizar o ato e sem temer a ninguém, realizou um “adesivaço”.

 

Márcia Lucena não comunicou e nem pediu liberação ao TRE-PB. O evento também descumpriu normas de segurança em decorrência da pandemia e houve aglomeração.

 

A polícia juntamente com representantes da Justiça Eleitoral, tiveram que ir in loco para terminar tal desobediência de Márcia Lucena e da sua coligação. A ação da polícia foi registrada por populares que acompanharam de longe o trabalho da política e da Justiça Eleitoral.

 

Abaixo o documento que foi impetrado e deferido pela Justiça que proibia a realização do evento da coligação do PSB.

 

 

Veja fotos e vídeos do momento em que era realizado o evento de Márcia Lucena e quando chega a polícia com representantes da Justiça Eleitoral para encerrar.

 

 

 

 

 

 

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.