João Pessoa entra na terceira fase da flexibilização com a reabertura do comércio; veja horários e demais seguimentos

A terceira fase da flexibilização das atividades econômicas em João Pessoa começa nesta segunda-feira (13), com a reabertura do comércio, dos shoppings e a liberação das praças e da orla para atividades físicas individuais. Saiba quais são as novas regras de funcionamento de cada local.

Comércio

O comércio varejista no Centro e nos bairros vai retornar com um horário diferenciado, das 9h às 15h, para evitar aglomerações nos transportes coletivos no horário de pico. O horário também vale para shoppings populares e centros comerciais.

A liberação do comércio varejista é condicionada ao atendimento apenas de pessoas com máscaras, respeitando a limitação de uma pessoa a cada 10m² e com disponibilização de álcool em gel nos estabelecimentos.

Shoppings

Os shoppings que funcionam em João Pessoa vão poder reabrir a partir de segunda-feira, mas em um horário diferente do comércio varejista. As lojas podem abrir das 12h às 20h.

No caso dos shoppings, além do atendimento apenas às pessoas com máscara, com limitação de uma pessoa a cada 10m² e disponibilização de álcool em gel, também é necessária a medição da temperatura dos clientes na entrada do estabelecimento.

A prefeitura determina ainda a retirada do mobiliário, como bancos, sofás e poltronas, dos shoppings. A praças de alimentação seguem fechadas, com funcionamento apenas por delivery ou drive thru, e as áreas de lazer como cinemas e academias também seguem fechadas.

Jogos profissionais

Os treinos dos atletas profissionais já estava liberado desde a segunda etapa da flexibilização. A partir desta segunda-feira, estão liberados os jogos profissionais, porém sem torcida.

Orla e praças

A orla da capital vai voltar a ser liberada para prática de atividades físicas individuais no horário das 5h às 8h, inclusive com fechamento da via para veículos. A ciclovia da orla também fica liberada neste horário e ambos os locais ficam liberados para prática de caminhadas e outras atividades individuais no final da tarde e início da noite. Conforme o prefeito, as atividades coletivas, como jogos de pelada, vôlei e outros esportes, continuam proibidos.

A mesma medida também foi liberada para as praças da cidade. Apesar da reabertura dos espaços, seguem proibidas atividades de lazer ou atividades culturais nas praças. Os profissionais de educação física também estão liberados para orientar atividades individuais nestes espaços públicos abertos. As academias de ginástica seguem fechadas.

No caso da orla, está vedado o acesso à faixa de areia e banho de mar nas praias. Ao longo do dia é permitida a prática individual de atividade física na calçada, mas vedado o uso de bancos e cadeiras. Nas praças, não serão permitidos o uso de bancos e equipamentos de ginástica ou de recreação.

Para evitar aglomerações, os parques da Lagoa e a Bica permanecem fechados.

Feiras livres

As feiras livres da cidade devem ser reabertas ainda dentro da terceira fase da flexibilização, porém não na segunda-feira. “Estamos estabelecendo ainda os novos protocolos de organização e limpeza para que haja o retorno das feiras. Vamos aguardar a finalização destes protocolos de segurança, assim como fizemos com o transporte coletivo, e vamos liberar em seguida o funcionamento das feiras”, disse o prefeito.

Brigada Sanitária

Também tem início nesta segunda-feira, a “Brigada Sanitária”, um projeto que vai levar profissionais de saúde de casa em casa nos bairros da capital em busca de casos ativos de covid-19, síndromes gripais e focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya.

Nesta primeira etapa, a brigada vai visitar o bairro de Mangabeira, o mais populoso da capital e o que concentra o maior número de casos e mortes causadas pelo novo coronavírus. Cerca de 80 profissionais, de várias secretarias e órgãos do município vão se dividir em 40 equipes para visitar as residências aplicando questionários e verificando a saúde das pessoas.

Os casos suspeitos de covid-19 vão ser encaminhados às USFs de referência da região para testagem e os casos de Aedes aegypti serão combatidos com larvicidas. A ação começa em Mangabeira, mas vai se estender para toda a cidade, seguindo um cronograma definido pela prefeitura.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.