Calvário: sexta fase da operação volta às ruas e cumpre mandados de busca e apreensão; veja detalhes

Foi deflagrada nesta terça-feira (15) a sexta fase da Operação Calvário, que investiga desvios de recurso públicos da saúde. São cumpridos mandados de busca e apreensão em endereços ligados ao ex-secretário executivo de turismo do Estado, Ivan Burity, preso da 5º fase, da advogada Luciana Ramos Neiva, e nos hospital Metropolitano Dom José Maria Pires, em Santa Rita, e no Hospital Geral de Mamanguape.

Os dois hospitais são administrados pelo Instituto de Psicologia Clínica, Educacionale Profissional (Ipcep). A sexta fase da “Calvário” investiga contratos da gráfica Grafset com o Governo da Paraíba. A operação é Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco). A quantidade de mandados não foi divulgada.

A Operação Calvário visa desarticular uma organização criminosa suspeita de corrupção, lavagem de dinheiro e desvio de recursos em contratos firmados com unidades de saúde e educação da Paraíba. A investigação identificou que a organização criminosa teve acesso a mais de R$ 1,1 bilhão em recursos públicos, para a gestão de unidades de saúde em várias unidades da federação, no período entre julho de 2011 até dezembro de 2018.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.