Mais de seis meses após homicídio, família pede ajuda para encontrar assassino de Clodoaldo Filho

No dia 10 de julho de 2017, Clodoaldo Filho (32 anos) saiu de casa para vender uma moto na cidade de Santa Rita e, após a venda, desapareceu. Oito dias após (18/07), o corpo de Clodoaldo foi encontrado já em estado de decomposição na zona rural da cidade de Pedras de Fogo.

Dois homens foram apontados como autores da morte e durante esse período, apenas um dos dois acusados foi preso pela polícia. Diego Alves Matias, está preso e com ele a política encontrou o celular da vítima. Através da prisão do Diego, a polícia chegou até o nome de segundo acusado que é Francielmo Eder da Silva, que encontra-se foragido.

Diego Alves Matias – acusado preso

 

Francielmo Eder da Silva – acusado foragido

 

A família do universitário Clodoaldo Filho, está pedindo ajuda para intensificar as buscas e investigações para prender Francielmo. Um mandado e expedição de prisão contra o foragido já foi expedido pela polícia.

A vítima é filho do radialista Clodoaldo de Oliveira.

 

 

 

Relembre o caso

O filho do radialista Clodoaldo Oliveira despareceu na última terça-feira (10), após sair de casa para negociar uma moto na cidade de Santa Rita. Os familiares e amigos do estudante de Direito, Clodoaldo Oliveira Filho, 32 anos, clamam por ajuda.

De acordo com o pai de Clodoaldo, não houve nenhum tipo e briga na família e nem motivos aparentes para o sumiço do rapaz. “Ele trabalha com o Uber, na terça-feira deixou o carro em casa e foi vender a moto em Santa Rita e de lá para cá não se comunicou mais com ninguém da família. Estamos muito preocupados, pedindo ajuda de todos que souberem de algo, que nos avise. Já acionei a polícia, as forças de segurança, estamos empenhados em achar meu filho”.

Clodoaldo informou ainda que após a negociação, o filho fez uma ligação para a esposa avisando que estava indo para casa, porém até esta data não chegou à sua residência. “Ele vestia uma camisa preta e calça jeans, é uma pessoa boa, não usa droga, não tem tatuagens, não fuma, bebe pouco nos fins de semana, tem um filho de dois anos. Estamos na expectativa que ele apareça, que nos dê algum sinal de que está bem e com vida”.

Segundo informações da Polícia, alguns populares encontraram o corpo enterrado com parte dele para fora, o caso aconteceu entre os sítios de Campo Verde e Itabatinga que ficam localizados na Zona Rural de Pedras de Fogo.

O homem estava com partes do corpo coberto por areia, e não foi identificado, estava usando uma camisa preta e uma bermuda azul, o crime trata-se de uma desova, praticaram o homicídio e levaram o corpo para aquele local.

O corpo já estava em estado de decomposição, a metade do corpo enterrado, e sem parte do pé direito, a vítima apresentava alguns ferimentos na cabeça.

O corpo da vítima foi levado para o Núcleo de Medicina e Odontologia Legal – NUMOL, no bairro do Cristo Redentor em João Pessoa.

Segundo fontes o corpo já teria sido identificado e trata-se do filho do radialista Clodoaldo Oliveira.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.