Orla, Centro Histórico e artesanato de João Pessoa encantam turistas durante feriadão

Praias calmas e com temperatura média da água abaixo de 27 °C, João Pessoa está com taxa de ocupação na rede hoteleira de 90%, por causa do feriado prolongado. A maioria dos turistas aproveitando quatro dias de folga, de sexta-feira, 12 de outubro, feriado de Nossa Senhora Aparecida, até segunda, 15, Dia do Professor. Do Gramame ao Bessa são 24 quilômetros de praia, patrimônio ambiental que contribui para movimentar a economia local, fornecendo emprego e renda para centenas de profissionais que vivem do turismo. Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Estado da Paraíba (ABIH-PB), a Grande João Pessoa dispõe de uma média de 12 mil leitos na rede hoteleira.

Patrícia Souza da Silva, promotora de vendas, e o marido, o vendedor Cleriston de Souza Oliveira, moram em Cajazeiras. Ela e o marido viajaram quase seiscentos quilômetros para aproveitar o finzinho do feriado em João Pessoa. Eles chegaram neste domingo e ficam até segunda-feira. Patrícia diz que adora as praias, que são limpas, com coqueiros por toda a orla. “Não tem lugar melhor não! Sempre que tem um feriado a gente vem pra João Pessoa e gostamos mesmo de aproveitar as praias”.

Fernanda Loureiro é profissional de recursos humanos. Ela e a mãe são do Rio de Janeiro. Fernanda ficou impressionada com a educação das pessoas e com a limpeza das praias. “Os profissionais, os vendedores, todos muito gentis, acolhedores. Nós visitamos o Centro Histórico e agora estamos conhecendo as praias e estamos impressionadas com a segurança e o clima da cidade, as pessoas extremamente simpáticas. Vamos voltar, com certeza!”, concluiu.

Um dos locais mais procurados pelos turistas é o Celeiro Espaço Criativo, destinado à exposição de artesanato, artes visuais, cultura popular e design na Capital, localizado no bairro Altiplano.

No Celeiro estão expostas peças de cerâmica, madeira, brinquedos, quadros, materiais utilitários, como jogos americanos e louças, além de esculturas e exposições, como a exposição “Livro-Objeto”, idealizada pela artista plástica Maria dos Mares. A mostra, que fica aberta durante todo o mês de outubro, traz livros-objetos, que convidam à leitura, promovendo a interação de crianças e adolescentes com os livros. A exposição tem parceria dos professores da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) Ricardo Lucena, do Departamento de Fundamentação da Educação, e Amélia Panet, de Arquitetura e Urbanismo e conta com a curadoria de Raul Córdula, pintor, artista gráfico, cenógrafo, professor e crítico de arte. O Celeiro Espaço Criativo fica aberto de segunda à sexta-feira, das 9h às 19h e nos sábados e domingos, das 10h às 18h. A entrada é gratuita.

você pode gostar também Mais do autor