Romero tenta na Justiça Federal, reverter decisão administrativa da STN contra o Município

 

 

O prefeito Romero Rodrigues cumpre agenda, desde o final da tarde desta segunda-feira, 8, em Brasília. Além de ser recebido em várias audiências ministeriais e reuniões no Congresso Nacional, Romero tenta reverter, no âmbito da Justiça Federal do Distrito Federal, de uma recente decisão administrativa da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) contra a Prefeitura de Campina Grande, ao promover sequestros de recursos dos cofres municipais, com base num grave equívoco de interpretação sobre pendências relativas a empréstimos contraidos há mais de três décadas relativos ao Projeto Cura. O valor atualizado e cobrado pelo governo federal é superior a R$ 100 milhõies.
Acompanhado do procurador geral do Município, José Mariz, Romero Rodrigues participará de uma audiência na tarde desta quarta-feira, 10, presidida pelo juiz Charles Renaud Frazão de Moraes, da 2ª Vara Federal Cível da SJDF. Liminarmente, a PGM conquistou uma liminar suspendendo temporariamente o bloqueio de R$ 1,9 milhão, que comprometeu a folha de pagamento, ao ter o bloqueio integral do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), além de sequestrados recursos do IPVA, ISS, IPVA e IPTU. Nesta quarta, será julgado o mérito relativo a esse impasse.

De acordo com Romero Rodrigues, a gestão municipal simplesmente será inviabilizada caso prevaleça a decisão da STN de impor a cobrança desse débito que, inclusive, já foi questionado na Justiça e recebeu tratamento mais racional à luz do fôlego financeiro do Município. Na administração do ex-prefeito Veneziano Vital do Rêgo, por exemplo, nem um só centavo foi pago ao governo federal referente ao Projeto Cura.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.