Em nota, Romero lamenta a morte de Biu Ramos: “Referência de capacidade profissional e ética para todas as gerações”

O prefeito Romero Rodrigues lamentou, na manhã deste domingo (29), a morte do jornalista e escritor paraibano Severino Ramos, 79, mais conhecido como Biu Ramos. O decano da imprensa estadual estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital particular e, segundo a família, morreu após complicações em um quadro de pneumonia na noite deste sábado.

Para Romero Rodrigues, Biu Ramos foi, durante décadas, uma referência obrigatória para muitas gerações de profissionais da comunicação na Paraíba, porque soube ocupar praticamente todas as posições do jornalismo com muita eficiência, originalidade e ética.

Natural de Santa Rita e filho de operário, Biu Ramos começou a carreira de jornalista aos 17 anos de idade e não demorou para se destacar na carreira, sempre ultrapassando as barreiras de preconceito racial e até mesmo por suas limitações físicas.

Romero lembra que o jornalista, que também ingressou na área literária, chegou a trabalhar em emissoras de rádio e em jornais impressos, sendo o primeiro correspondente em João Pessoa do Jornal do Brasil, entre os anos de 1965 e 1975. Respeitado e sempre dizendo-se um eterno repórter, Biu Ramos também foi também da Folha de São Paulo e das revistas Veja e Realidade e o primeiro diretor sucursal do Diário de Pernambuco na capital paraibana, além de ter exercido cargos de direção na Secretaria de Comunicação do Estado, no jornal A União e Rádio Tabajara.

Biu Ramos era casado e deixou cinco filhos, sendo três do primeiro casamento e dois do segundo. O corpo do jornalista está sendo velado na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) e o enterro está previsto para acontecer às 12h deste domingo (29) no Cemitério Parque das Acácias.

você pode gostar também Mais do autor