OUÇA; após Netflix criar série que mostra a corrupção no Brasil, vereador pessoense cancela assinatura

‘Xatiou’; ao menos foi o que deu a transparecer na fala do vereador de João Pessoa, Marcos Henriques (PT), sobre o lançamento da nova série da Netflix que mostra a corrupção no Brasil. O vereador disse estar tão magoado que já cancelou sua assinatura do canal.

Ouça o que o vereador falou a respeito que também comentou sobre a caravana que o ex-presidente Lula está fazendo no Sul do país, e que já foi recebida até por tiros, pedradas e ovadas.

Saiba mais

Os aeroportos de Brasília e São Paulo (Congonhas) receberam uma “loja da corrupção”, com artigos como capinhas de tornozeleiras eletrônicas e cuecas doleiras, para transportar propina. Os produtos, que não estão à venda, fazem parte da ação de divulgação da nova série do diretor José Padilha para a Netflix, O Mecanismo – baseada nas primeiras fases da Lava Jato.

Com o slogan “Onde o mal gosto é delatado”, o estabelecimento expõe utensílios que seriam úteis para os corruptos pegos na operação. Além das cuecas e capas para enfeitar a tornozeleira para viagens ou festas dos empreiteiros, a seleção do stand de vendas também consta com um manual de delação premiada, um dicionário dos corruptos, uma gravata filmadora e um salto gravador.

Um vendedor da loja fictícia de Brasília disse à Folha que o movimento tem sido grande tanto de manhã quanto à noite. A série O Mecanismo estreou na última sexta-feira (23) e tem causado polêmicas por ser acusada de deturpar fatos históricos. A própria ex-presidente Dilma Rousseff criticou o seriado ao afimar que a Netflix “não está sabendo onde se meteu”.

você pode gostar também Mais do autor