DENÚNCIA: Pré-candidato do PT afirma que PMJP perdeu R$ 180 mi em recursos para a Mobilidade

De acordo com dados do IBGE, em 2015, a frota de automóveis em João Pessoa alcançou a marca de 189.677 veículos. Segundo o professor Charliton Machado, pré-candidato do PT a prefeito de João Pessoa, faltou responsabilidade da Prefeitura de João Pessoa quando a assunto é Mobilidade Urbana.

 

“Não precisa ser especialista para perceber que cada vez mais aumento o número de automóveis circulando na cidade, e com isso crescem os engarrafamentos, que prejudicam tanto as pessoas que usam carros particulares quanto os usuários dos transportes públicos”, disse.

 

No caso do transporte público coletivo, o professor lembrou que a população sofre com um serviço de baixa qualidade: “Temos uma frota pequena, que cobra caro, e que não atende as pessoas como deveria. Existem veículos em péssimo estado de conservação, e são nesses ônibus que trabalhadoras e trabalhadores andam todos os dias”.

 

Charliton Machado denunciou que a Prefeitura negligenciou recursos que já estavam reservados para os serviços de Mobilidade Urbana na Capital. “João Pessoa perdeu um total de R$ 180 milhões, que voltaram para os cofres do Governo Federal por falta de projeto da gestão municipal. Isso para mim isso só tem um nome: Irresponsabilidade. Esses eram investimentos para a implantação do BRT, para a construção de ciclovias e terminais de integração com uma estrutura adequada para atender a população”, criticou.

 

Ele ainda acrescentou que, “por causa dessa irresponsabilidade, a Prefeitura tenta, com paliativos, resolver os problemas de Mobilidade da cidade fazendo alterações nas vias que tornam o trânsito ainda mais caótico”: “São falsas soluções para justificar a falta de compromisso com a cidade. Os ciclistas continuam se aventurando nas principais avenidas e ruas de João Pessoa, disputando espaço com carros, ônibus e caminhões, os usuários do transporte público tendo um serviço sem qualidade, e os pedestres optando  por andar nas ruas por causa das condições das calçadas da cidade”.

 

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.