Deputado quer ‘renuncia’ do prefeito de Santa Rita por conta do caos na limpeza da cidade

O deputado estadual e presidente da comissão de Desenvolvimento e Meio Ambiente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Jeová Campos (PSB), denunciou a falta de coleta de lixo na cidade de Santa Rita, além da utilização de um manancial como depósito. Já a prefeitura da cidade, rebateu através do secretário ajunto de Comunicação, Germano Costa, que afirmou que o problema deverá ser resolvido em até 15 dias e denunciou problemas gerados pela Cagepa e também pela prefeitura de Bayeux.

A Comissão é formada ainda pelos deputados João Bosco Carneiro (PSL), Ricardo Barbosa (PSB) e Zé Paulo (PSB).

“Foi uma inspeção técnica, mas sem exagero, fazia tempo que não via algo tão grave”, disse, acrescentando que o Manancial do Rio Tibirizinho virou um depósito de lixo da cidade. “O prefeito em vez de colocar no aterro sanitário, coloca dentro do rio. Lixo comum em frente ao posto de saúde, nas ruas. Isso exige uma tomada de atitude das autoridades, do judiciário, crianças brincando no lixo, ontem (24) foi um dia de chuva e as crianças se lambuzando na água que descia por baixo do lixo, é desumano e cruel. Estou triste com o que aconteceu na cidade”, disse.

Para Jeová, o prefeito deveria pedir uma licença e ir “cuidar da vida dele”, pois “não está cuidando da cidade, mas massacrando o povo”. O deputado afirmou que não está entrando na questão política, mas sim, técnica e administrativa, afirmando que no ano passado Santa Rita mandava seis toneladas de lixo por dia para o aterro e agora mesmo com aumento da população, está enviado só metade. “O prefeito deveria ter a dignidade como pessoa humana de renunciar ao cargo”, disse.
Paraíba.com

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.