Por falta de diálogo de Cartaxo, trabalhadores da educação em João Pessoa vão parar atividades

Educação em João Pessoa vai parar. Pelo menos foi isso que os trabalhadores da Educação de João Pessoa, decidiram nesta quarta-feira (9) durante uma assembleia da categoria, parar as atividades por quatro dias. Eles cruzam os braços de 15 a 18 de março reivindicando melhores salários. A categoria adere a um movimento nacional que será realizado de 15 a 17 e acrescenta mais um dia de paralisação para reclamar do anúncio feito pela prefeitura da capital que informou não haver condições de oferecer nenhum reajuste este ano, devido à crise econômica.

Uma reunião ficou agendada com o prefeito Luciano Cartaxo (PSD) no dia 16 deste mês. Caso as negociações não progridam, os profissionais da Educação vão parar suas atividades.

Caso seja mesmo deflagrada, a mobilização envolve técnicos administrativos, gestores e professores da rede pública municipal.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.