26.1 C
João Pessoa
InícioDestaqueAlimentos arrecadados no 38° Salão do Artesanato Paraibano seguem para os artesãos...

Alimentos arrecadados no 38° Salão do Artesanato Paraibano seguem para os artesãos do Rio Grande do Sul

Os alimentos arrecadados durante o 38° Salão do Artesanato Paraibano, realizado de 6 a 30 de junho, em Campina Grande, seguiram para o Rio Grande do Sul na manhã desta segunda-feira (8). As fortes chuvas que atingiram esse estado, vitimando centenas de pessoas, motivaram que toda a arrecadação do Projeto Salão Solidário fosse destinada aos artesãos gaúchos. São 4,5 toneladas de alimentos, o equivalente a cerca de 7 mil itens — o que inclui, entre outros, açúcar, arroz, feijão, biscoito e café.

A ideia, que partiu do artesão Isaquiel França, foi prontamente aceita pelo governador João Azevêdo e pela primeira-dama do Estado e presidente de Honra do Programa do Artesanato Paraibano (PAP), Ana Maria Lins. No Programa Conversa com o Governador, nesta segunda, João Azevêdo agradeceu a solidariedade dos artesãos paraibanos e da população pela solidariedade. “Nós destinamos a arrecadação para os artesãos lá do Rio Grande do Sul, que ainda vivem um momento extremamente preocupante. Eu acho que o resultado dessas chuvas intensas que caíram sobre o Rio Grande do Sul foi um prejuízo gigante, com pessoas que paralisaram suas atividades econômicas. Através da solidariedade do povo de Campina Grande e região, conseguimos arrecadar mais de 4 mil quilos de alimentos”, externou.

A primeira-dama do Estado também destacou a importância da iniciativa e agradeceu a solidariedade da população. “Os artesãos gaúchos foram duramente atingidos pelas enchentes, e uma das consequências foi a perda de renda. Por isso, o Programa do Artesanato Paraibano também se juntou a outras ações do Governo para auxiliar o povo gaúcho, desta vez para ajudar os artesãos. Quero agradecer a solidariedade, a generosidade das pessoas que visitaram o 38° Salão do Artesanato”, disse.

O secretário executivo de Estado da Articulação Política, pasta responsável pela interlocução com o Governo do Rio Grande do Sul durante o processo de doação dos alimentos, João Paulo Freire, enalteceu a responsabilidade social do PAP, por meio do Salão do Artesanato. “É importante destacar que essa iniciativa de arrecadar alimentos já existe nas edições do Salão do Artesanato, com a distribuição a entidades da sociedade civil. E, nesta edição, a partir desse gesto de sensibilidade da primeira-dama Ana Maria Lins, a Paraíba vai destinar esses alimentos aos artesãos do Rio Grande do Sul que, assim como os nossos, esforçam-se para gerar renda, mas que foram afetados por essa tragédia. Esses alimentos são encaminhados para o Rio Grande do Sul, por uma decisão também do governador João Azevêdo, como um gesto de solidariedade da Paraíba, dos artesãos paraibanos”, observou, ressaltando a importância da logística para a doação, envolvendo uma parceria entre os Correios e a Defesa Civil gaúcha.

A gestora do PAP, Marielza Rodriguez, ressaltou que a doação dos alimentos aos artesãos do Rio Grande do Sul concretiza o lema informal do programa — “os bons se encontram”. “Essa ação da nossa presidente de Honra, Ana Maria Lins, que aceitou a sugestão do artesão Isaquiel França, teve a ajuda de muitas mãos e de muitos corações, especialmente em Campina Grande. A ideia do nosso artesão da tipologia madeira Isaquiel foi brilhante, de fazer com que essas doações fossem revertidas para os nossos irmãos artesãos do Rio Grande do Sul. É uma ação bem sucedida, mostrando que nós estamos no caminho certo dessa corrente do bem, que é o artesanato paraibano, com elos firmes e fortes”, comentou.

As doações serão recebidas pela Fundação Gaúcha do Trabalho e Ação Social (FGTAS), por meio do Programa Gaúcho de Artesanato (PGA), como ressaltou a coordenadora estadual do PGA, Luciana Pêss. “Recebemos a notícia de que as doações do Salão do Artesanato Paraibano seriam destinadas aos artesãos do Rio Grande do Sul com o coração cheio de alegria”, acrescentou.

A presidente da Associação Campinense de Pais de Autistas (ACPA), Roberta Figueirêdo, falou da satisfação pela parceria com o Governo da Paraíba. “Nós recebemos o convite da coordenadora do PAP, Marielza Rodriguez, e aceitamos prontamente, esse projeto social liderado pela primeira-dama Ana Maria Lins, que se destina à solidariedade”, disse.

Elo de solidariedade — De Paudalho, município pernambucano, Isaquiel França, 63 anos, artesão da tipologia madeira, está na Capital paraibana há quase 50 anos. A relação com o povo gaúcho também é antiga.

Isaquiel conta que, durante pelo menos 10 anos, participou da Feira Latino-americana de Artesanato, em Porto Alegre, “a convite dos amigos artesãos do Rio Grande do Sul”. “Tenho muitos amigos no Rio Grande do Sul, principalmente em Porto Alegre. Eu me sensibilizei muito com a situação deles por conta das chuvas — tenho muitos companheiros que perderam as oficinas e toda a matéria-prima dentro”, lamentou.

“Muito sensibilizado com isso, conversei com Marielza, a gestora do Programa do Artesanato Paraibano, que é uma pessoa muito sensível também, e coloquei a proposta para que os alimentos coletados no Salão de Campina Grande fossem doados para os nossos irmãos artesãos do Rio Grande do Sul. Ela conversou com o governador que, também muito sensível, concordou com a proposta. Estou muito feliz. É a nossa contribuição, enquanto artesãos da Paraíba, para os nossos amigos do Rio Grande do Sul”, concluiu Isaquiel.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais Lidas