25.1 C
João Pessoa
Início Tudo em Pauta “Deus só pensa em dinheiro?” Como explicar a uma criança que a...

“Deus só pensa em dinheiro?” Como explicar a uma criança que a humanidade é um projeto fracassado?; escreve Marcos Thomaz

Centro de João Pessoa, um dia comum de meio de semana…

 

Sol inclemente.

 

As ruas, outrora apinhadas, já refletem, a olho nu, a crise.

 

Comércio vazio, fachadas abandonadas, dezenas, talvez centenas de lojas fechadas.

 

Sob a marquise de um enorme e tradicional armarinho de importados, também com portas cerradas, dorme uma família inteira sobre papelões e enroladas em lençóis maltrapilhos, retalhados.

 

É esta cena que logo chama a atenção do meu filho caçula:

 

-Por que as pessoas moram na rua?

 

Aquela clássico dilema filosófico! Como explicar a uma criança de menos de 5 anos de idade que a humanidade é um projeto fracassado?? Desafio cotidiano de equilibrar a busca por transparência, formação sem tabus com a manutenção de esperança, sonho, poder de transformação…

 

Explico a situação de miséria de muitos, quase metade da população brasileira. Reforço que alguns poucos, por opção, também preferem viver na rua ao convívio familiar. Aí já derivo para o fato de que estes não se enquadram na sociedade, ou mesmo desprezam essa nossa mediocridade coletiva travestida de civilização. Então me lembro que estou falando com o Ben

 

Breque 1

 

-Mas Pai, melhor seria se essas pessoas fossem pelo menos morar na praia, né?? Você não diz que sonha com casa de praia, papai??

 

-É, mas papai deseja uma casa de praia apenas para desfrutar, usar quando convier, com conforto e diversão. Já essas pessoas ficariam na areia, ao relento, tomando sol e chuva. Não há prazer nisso.

 

-Mas a praia, pelo menos, é bonita e tem o mar. Melhor que a rua feia e suja. E eles também poderiam se proteger com guarda chuva.

 

-Mas quem garante que eles tem, sequer, guarda chuva?

 

-Mas na praia tem! Já fica lá tudo montado, não lembra??

 

-Ah filho, aquilo ali é tudo pago. Material para alugar. Nada é de graça, nada é para todos neste mundo. Tudo tem um preço. Por isso uns tem muito e outros tão pouco. O comércio é cruel.

O mundo só pensa em dinheiro.

 

-Até Deus papai?? Até Deus só pensa em dinheiro??

 

Na minha cabeça imediatamente as imagens dos mercadores da fé, negociando salvação, vendendo ilusões.

 

Ensaio responder que o Deus de muitos e “instalado” hoje nas igrejas, infelizmente, é sim um Deus movido ao capital, ávido por dinheiro.

 

Mas arremato dizendo que deve haver um Deus de amor puro e para todos como a vovó e o vovô contam a ele.

 

Prefiro, mais que isso, é necessário manter em meu filho, meus filhos, nossos filhos, a esperança em um mundo melhor e mais justo. Eles podem ser agentes disso. Como diz o menino Gonzaga:

“Eu acredito (ou, ao menos, quero crer) é na rapaziada!”

 

Já exercendo a autoproteção, tão comum a crianças em temas que resvalam sofrimento, angústia, Ben buscava se blindar com o que o mesmo diz que o acalma:

 

– Pai coloca o rock mais pesado. Aquele mais pesado.

 

E frisa isso emulando um som gutural.

 

Já sei que se referia ao Sepultura.

 

“Roots, Bloddy Roots” sua nova canção predileta começa a irromper nos alto-falantes.

 

É a deixa para se abstrair de tudo, das mazelas desse mundo cão e capitalista selvagem, onde “o de cima sobe e o de baixo desce”!

Fábio Augustohttps://pautapb.com.br
Formado pela Universidade Federal da Paraíba em Comunicação Social, atua desde 2007 no jornalismo político. Passou pelas TVs Arapuan, Correio e Miramar, Rede Paraíba de Comunicação (101 FM), pelas Rádios 101 FM, Miramar FM, Sucesso FM, Campina FM e Arapuan FM.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais Lidas

Ministro da Educação participa do lançamento do curso de Direito da Faculdade Cidade Viva em JP

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, vai participar do lançamento do curso de Direito da Faculdade Internacional Cidade Viva (FICV), nesta quinta-feira (2), no...

Ana Cláudia lamenta descaso com a educação e merenda nas escolas em Campina Grande

A Secretária de Estado do Desenvolvimento e Articulação Municipal (SEDAM), Ana Cláudia Vital, veio a público nesta quinta-feira (02) lamentar mais um prejuízo para...

Em João Pessoa, Cendor auxilia no tratamento da dor crônica e atendimentos de especialidades

O Centro de Tratamento da Dor (Cendor), localizado no Complexo Hospitalar de Mangabeira Governador Tarcísio de Miranda Burity (Ortotrauma), é um centro de referência...

Cícero Lucena inaugura nova sede do Sine-JP no Varadouro

As pessoas que estão em busca de uma vaga no mercado de trabalho a partir de agora têm uma nova e moderna instalação do...