Na Capital, Prefeitura encerra primeira etapa da ação de distribuição de cestas básicas e kits de higiene beneficiando mais de 41 mil pessoas

A primeira etapa da ação de combate à fome, realizada pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), voltada para as pessoas mais vulneráveis da Capital, atingidas pela pandemia do novo Coronavirus, beneficiou 10.038 famílias, aproximadamente 41, 5 mil pessoas com cestas básicas e kits de higiene. A ação faz parte do programa João Pessoa Sustentável, e foi realizada de 17 de junho até a última segunda-feira (6).

Ao todo foram percorridos 37 territórios da Capital, definidos por critérios do BID, entre bairros, comunidades carentes e conjuntos residenciais entregues pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP). O trabalho contou com a participação de 13 secretarias municipais, com o apoio do Exército Brasileiro, Marinha e Polícia Militar – uma frente montada para entregar as cestas e kits de porta em porta entre os moradores. A ação ainda realizou trabalho de conscientização sobre a prevenção ao novo Coronavirus.

“O balanço dessa primeira etapa é muito positivo, porque a ação chegou à casa de milhares de famílias vulneráveis, que estavam precisando muito dessa ajuda”, disse José Rivaldo Alves, coordenador do programa João Pessoa Sustentável. “Esse trabalho é resultado de um plano piloto do Centro de Monitoramento da Cidade, que integra o programa João Pessoa Sustentável, realizado a partir do acordo internacional com o Banco Interamericano de Desenvolvimento”, concluiu.

Entre os beneficiados, a ação ajudou a amenizar as dificuldades enfrentadas durante a pandemia. Adriana dos Santos, da comunidade Padre Hildon Bandeira, diz que o orçamento familiar ficou muito apertado depois que perdeu o emprego. “A cesta e o kit de higiene chegaram na hora certa, porque não estamos dando conta das despesas contando apenas com o auxílio emergencial”, finalizou.

No Jardim Coqueiral, em Mandacaru, a ação contemplou 760 famílias, entre elas a de Jussara Silva, que também está desempregada e morando com o marido e dois filhos. “Além da cesta e do kit de higiene, eu sou grata à Prefeitura por também disponibilizar o almoço dos meus dois filhos, já que a escola deles continuou oferecendo a refeição. Não fosse essa ajuda não sei como seria, porque a situação apertou demais”, afirmou.

Estrutura – Compõe a frente de entrega de cestas básicas nutricionais e kits de higiene pessoal, as secretarias municipais (Sedes, Sedurb, Semob, Semhab, Seinfra, Sedec, Saúde, Secom, Sead, Guarda Municipal, Defesa Civil, Orçamento Participativo e IPM).Todas as comunidades, bairros e residenciais beneficiados com a ação estão sendo definidos por critérios do BID.

Comunidades, bairros e conjuntos habitacionais beneficiados:

Três Lagoas (Jardim Veneza), Crei Maiara Lima (Jardim Veneza, Beira Molhada ( Bairro dos Novais), Nelson Mandela (Bairro das Indústrias), Rua Honduras (Bairro das Indústrias), Residencial Vitória (João Paulo II), Residencial Vista Alegre (Colinas do Sul), Maria de Nazaré II ( Garotão), ocupação Vitória (Altiplano), Rio do Cabelo (Penha), Porto do Capim, Vila Nassau, XV de Novembro, Frei Vital (Varadouro), Monte Cassino (Jaguaribe), Riachinho, São Domingos (13 de Maio), Distrito Mecânico, comunidade do S (Rogér), comunidade Aratu (Mangabeira), São José (Chatuba 1, 2, 3), Novo São José (Manaíra), comunidade Rua do cano (Padre Zé), Comunidade Quilombolas (Paratibe), Jardim Coqueiral, Jardim Mangueira (Mandacaru), Padre Hildon Bandeira, São Rafael, Brasília de Palha, Vila Tambauzinho, Cafofo da Liberdade, Santa Clara, Tito Silva e Miramar ( Complexo Beira Rio).

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.