Hospital Municipal Valentina ganha nova ambientação por meio de ação social

Diversos espaços do Hospital Municipal Valentina (HMV) ganharão uma nova ambientação, por meio de uma ação social do Projeto Mais Arco-Íris. Com a requalificação dos locais, as crianças atendidas na unidade hospitalar terão um ambiente mais leve e adequado para o seu período de recuperação. O hospital é referência no atendimento infantil na Capital.

Para a diretora-geral do HMV, Ana Carolina Cartaxo, a requalificação dos espaços contribuirá positivamente para a humanização do atendimento oferecido na unidade. “Proporcionará um ambiente mais acolhedor, lúdico e harmonioso aos usuários e seus familiares, facilitando a adesão ao tratamento”, comentou.

O tema escolhido para decorar as paredes e espaços do hospital foi o fundo do mar. A nova ambientação pode ser vista desde a fachada da unidade, passando pela recepção principal, corredores, pronto atendimento, enfermarias, auditório, capela e brinquedoteca. Além disso, será construída mais uma brinquedoteca, localizada na área externa da unidade.

“Nosso maior objetivo é humanizar o hospital, levando mais cor, alegria e esperança, por meio da arquitetura, às crianças que passam por aqui. O mar simboliza a dinâmica da vida, os nascimentos e as transformações”, afirmou Eloyze Darlla, uma das arquitetas responsáveis pelo projeto.

A ação conta, também, com o apoio do Conselho de Arquitetura e Urbanismo da Paraíba (CAU – PB) e aproximadamente 240 profissionais que se voluntariaram a participar do projeto, incluindo arquitetos, engenheiros, mestre de obras, pedreiros, pintores, eletricistas e marceneiros.

Mais Arco-Íris – O projeto consiste em ações voltadas para a área de arquitetura e interiores, comprometidas com questões sociais, sem fins lucrativos, com a finalidade de beneficiar instituições por meio da arte.

HMV – A unidade é referência no atendimento infantil, recebendo casos clínicos, assim como urgência e emergência pediátrica. Na unidade são atendidas crianças a partir de oito dias de vida até adolescentes de 17 anos, 11 meses e 29 dias. O hospital possui uma estrutura composta por 70 leitos, sendo 54 para internações clínicas pediátricas, seis de clínica cirúrgica e 10 na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Todo o trabalho realizado no hospital conta com uma equipe multiprofissional formada por médicos clínicos e pediatras, enfermeiros, técnicos em enfermagem, assistentes sociais, farmacêuticos, auxiliares em farmácia, bioquímicos, biomédicos, técnicos em laboratório, técnicos em raio x, técnicos em informática e profissionais administrativos.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.