Por unanimidade, TCE imputa débito a Buba Germano por julgar irregular obras realizadas na cidade de Picuí

Reunida nesta quinta-feira (12), em sessão ordinária, a Primeira Câmara do Tribunal de Contas do Estado (TCE) da Paraíba, sob a presidência do recém empossado conselheiro do TCE-PB, Antonio Gomes Vieira Filho, após exame do processo de inspeção de obras sob nº 08562/09, decidiu, à unanimidade, pela imputação de débito, no valor de R$ 18 mil, ao ex-prefeito de Picuí, Rubens Germano Costa. A decisão se deu após parte de despesas com um total de oito obras haver julgada irregular. Os autos, no mesmo processo, relativos à construção de 70 casas serão encaminhados à representação do Tribunal de Contas da União, na Paraíba, por envolver utilização de recursos federais.

Contas aprovadas – O órgão colegiado votou pela regularidade das prestações de contas das Câmaras de Vereadores de Zabelê, Araçagi e Logradouro. E aprovou com ressalvas as da Câmara Municipal de Caldas Brandão.

Após análise do processo 06757/18, foi julgado regular o pregão presencial 03/2018, da prefeitura de Pitimbu, destinado a aquisição de combustíveis. E concedeu prazo de 30 dias para a prefeitura de Princesa Isabel efetuar correções, sugeridas pela auditoria, em procedimento (pregão presencial 05/20219), com idêntico objetivo.

O mesmo prazo, de um mês, foi concedido para a Prefeitura de Rio Tinto apresentar documentos acerca de denúncia, formulada à Corte, sobre suposta irregularidade em contratações precárias de pessoal em detrimento de aprovados em concurso público promovido pelo município. Os autos, no caso, compõem o processo 18038/19.

O colegiado apreciou, ainda, recursos de verificação de decisões anteriores da Corte e dezenas de processos referentes a pedidos de aposentadorias e pensões de servidores públicos e/ou seus dependentes.

A sessão nº 2816 marcou a estreia, como presidente da 1ª Câmara do conselheiro Antonio Gomes Vieira Filho. Além dele, participaram da sessão o conselheiro Fernando Rodrigues Catão e o conselheiro substituto (convocado à titularidade) Renato Sérgio Santiago Melo. Pelo Ministério Público de Contas, atuou a subprocuradora geral Isabella Barbosa Marinho Falcão.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.