Santa Rita investe mais em Saúde e Educação que o mínino recomendado, atesta TCE

Um relatório divulgado pelo Tribunal de Contas da Paraíba esta semana apontou boas condutas administrativas na Prefeitura de Santa Rita. Uma delas é que o comprometimento da receita com a folha de pessoal no município é de apenas 47%, bem abaixo do limite prudencial.

O estudo constatou ainda que o município está fazendo o dever de casa na aplicação de recursos. Na Saúde, por exemplo, Santa Rita aplicou 20%, cinco a mais do que o mínimo estipulado. Isso reflete em ações como melhoria do atendimento à população, com investimentos em infraestrutura das unidades e ampliação da assistência aos usuários. Na Educação, também foi executado um percentual acima do recomendado: foram aplicados 27% da receita.

De acordo com Diogo Mariz, controlador-geral do município, até o mês de novembro de 2019 foram executados mais de R$ 15 milhões de recursos próprios com obras de infraestrutura, a exemplo de construção do binário de Tibiri, mercados públicos, pavimentações asfálticas, reformas em creches, escolas e unidades de saúde.

Os dados, que são revelados a cada quadrimestre, deixaram o prefeito Emerson Panta satisfeito.
“Este novo relatório só corroborou que estamos no caminho certo. Nossa gestão orçamentária municipal está totalmente adequada ao que determina a Lei de Responsabilidade Fiscal, e isso é mais uma prova da responsabilidade da nossa administração. E o cidadão tem sentido o reflexo no dia a dia, vendo obras e ações executadas por toda a cidade”, destacou.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.