Villa Criativa anima o domingo no Centro Histórico com cultura, artesanato e economia criativa

A quarta edição da Villa Criativa, realizada na Villa Sanhauá, foi a principal atração do AnimaCentro deste domingo (8), que ainda contou programação no Parque da Bica, Parque Cultural Centro Casa da Pólvora, Parque da Lagoa e Praça da Independência, em uma promoção da Prefeitura Municipal de João Pessoa, por meio de sua Fundação de Cultura (Funjope).

A quarta edição da Villa Criativa contou com a apresentação do grupo musical Os Fulano e da DJ pernambucana Claudinha Santos, que misturou ritmos como rock, brega e new wave. O evento teve a parceria do Armazém Teeteto e Feira no Balaio, reunindo artistas da terra, artesãos e pessoas que trabalham com economia criativa. A Villa Criativa ofereceu ainda espaços com comidas típicas, artesanato e outras atividades artísticas.

Segundo a primeira-dama do Município, Maísa Cartaxo, que prestigiou o evento, João Pessoa está vivenciando um tempo interessante por ter sido escolhida há 2 anos como Cidade Criativa Popular e no Artesanato, mas que tem outros elementos que dialogam com vários eixos da economia criativa, como por exemplo a gastronomia, o teatro, o AnimaCentro. “Temos tido um olhar especial do prefeito Luciano Cartaxo para movimentar o Centro Histórico, depois da revitalização do Hotel Globo, Lagoa, Casa da Pólvora e outros espaços. E trazer essas feiras que também movimentam a questão da Ecologia, da sustentabilidade, do artesanato e arte popular, tudo isso agregando, dando vida ao Centro Histórico, gerando essa movimentação, é muito importante e tem apoio nessa política efetiva da Prefeitura, valorizando todos esses movimentos e empreendimentos”, explicou Maísa Cartaxo.

A secretária de Habitação, Socorro Gadelha, ressaltou a revitalização dos casarões e a Villa Sanhauá como ponto fundamental para o Centro Histórico. “Aqui temos pessoas morando em cima e comércio embaixo e a Villa Criativa, inserida no AnimaCentro, está trazendo várias atrações para o Centro. É uma feira bastante animada com artesanatos, gastronomia, trabalhos manuais, enfim, todos os itens, porque a Prefeitura tem investido no Centro Histórico”.

A turista mineira Edna Lima e sua filha estavam entre as pessoas que visitaram a Villa Criativa. “Eu vi a divulgação na UFPB e daí resolvemos conhecer. Ainda não vimos tudo, mas percebo que tem várias pessoas com seus produtos querendo expor aquilo que fazem e isso é bem interessante, principalmente para o pequeno empreendedor, muita gente tá buscando esse tipo de trabalho, eu acredito, como uma forma de renda a mais, eu acho bacana. Sou de Minas e lá temos muitos tipos de feira, muitas exposições, como essa. Essa feira é muito interessante. Todos estão de parabéns”, disse.

Mais atrações- No Parque da Bica, o espetáculo “De ponto a ponto, canto o Natal”, do Grupo Arretado Produções, fez a alegria da criançada, narrando a história do nascimento do menino Jesus e a origem de alguns símbolos natalinos, como a estrela de Belém e do Papai Noel.

No Centro Cultural Parque Casa da Pólvora, a atração foi a banda Parahyba Ska Jazz Foundation, criada em 2014, com a proposta de mostrar algo novo no cenário musical paraibano. No show, o grupo apresentou músicas autorais e alguns clássicos com uma mistura nordestina e a vibração do ska-jazz, fazendo a animação do público presente.

O Encontro Nordestino de Palhaços foi a atração na Praça da Independência, com o espetáculo ‘Sancho Pança, o fiel escudeiro’, da Tropa Trupe, que narra a história do palhaço Piruá, internado num manicômio por acreditar ser Sancho Pança, fiel escudeiro de Dom Quixote de La Mancha. Em seguida foram apresentados vários números circenses que encantaram adultos e crianças.

O Encontro Nordestino de Palhaços, que acontece até o próximo dia 15, esteve também na Praça Pedra do Reino, no Parque da Lagoa, com o espetáculo ‘Planeta Zulpeta e o Palhaço Espoleta’, apresentado pela palhaça Zulpeta, que convidou a plateia a sair do tédio, e o palhaço Espoleta, personagem criado pelo paraibano Kleber Marone, que fez a alegria da criançada presente com seus números de acrobacias e malabares.

Fabiana Machado, com o marido e duas filhas, de 8 e 6 anos, escolheu o Parque da Lagoa para o lazer no domingo. “Trouxe as crianças e achei legal, é a primeira vez que venho aqui e achei bem interessante, para sair um pouco desse mundo de celular, pelo menos aqui vem pra brincar, se divertir e é bom também o acesso ao evento. Para mim e meus filhos foi tudo ótimo”, avaliou.

Projeto- O AnimaCentro é uma iniciativa da PMJP visando oferecer programação cultural gratuita, com o objetivo de valorizar os artistas locais e popularizar os espaços históricos revitalizados. O projeto acontece em vários pontos turísticos e históricos da cidade.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.