Modelo de escola cidadã integral socioeducativa ganha destaque em fórum

O modelo de educação cidadã integral que vem sendo utilizado nas unidades socioeducativas do Estado, como forma de ressocialização para adolescentes e jovens em conflito com a lei, foi um dos assuntos em destaque no II Fórum de Medidas Socioeducativas de Cabedelo. O tema foi apresentado pelo presidente da Fundação Desenvolvimento da Criança e do Adolescente “Alice de Almeida” (Fundac), Noaldo Meireles, que destacou a importância da medida e das parcerias realizadas para efetivar o atendimento socioeducativo.

A palestra ministrada pelo presidente da Fundac aconteceu na manhã desta quarta-feira (23), no auditório da Faculdade Iesp, durante o Fórum de Medidas Socioeducativas, que reuniu profissionais que trabalham na garantia e efetivação das políticas sociais e política de educação, estudantes, familiares e adolescentes em medidas socioeducativas, como também toda a sociedade civil.

“É nosso dever assegurar um leque de direitos a criança e ao adolescente, dentre eles, a Educação, e isso não é algo fácil, porque a política de proteção integral está consorciada a um outro princípio, da incompletude institucional, ou seja, nenhum órgão consegue executar essa política sem a parceria com outro, ou com vários outros. Hoje, o trabalho em conjunto entre a Fundac, a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano e a Secretaria de Educação vem sendo de fundamental importância para a efetivação do atendimento socioeducativo”, disse Noaldo Meireles.

“Cabedelo é o sétimo município do Estado que mais interna adolescentes nas unidades socioeducativas da Fundac e não é problema de falta de recursos e sim da falta de política pública voltada à criança e ao adolescente. O município está vivendo novos ares, uma nova gestão que está começando a se debruçar sobre essa realidade, e não é à toa que estamos aqui, participando desse Fórum e discutindo essa temática tão importante para nós”, comentou o presidente da Fundac.

Segundo Anne Valéria, coordenadora do Creas em Cabedelo, o objetivo do Fórum é fazer uma articulação em rede da política de socioeducação e educação para os adolescentes em cumprimento de medidas em meio aberto discutindo temas como: Educação é um direito: desmistificando a Medida SocioeducativaDificuldades de inserção e permanência de adolescentes em cumprimento de Medidas Socioeducativas na Educação: Como reverter? Diagnóstico Municipal acerca das Medidas Socioeducativas.

“A ideia de trazer a Fundac para falar sobre experiência da Escola Cidadã Integral Socioeducativa é uma forma de desmistificar a medida socioeducativa. De trazer a experiência de todos aqueles que fazem parte da Fundac, para nossa experiência prática enquanto município, discutindo problemáticas e criando estratégias para evitar possíveis internações que podem ser evitadas através da política de Assistência Social, do Estado e da Educação”, explicou Anne Valéria.

O Fórum, que faz parte do planejamento anual da Prefeitura de Cabedelo, é coordenado pelo Centro de Referência Especializado da Assistência Social (Creas), da Secretaria de Assistência Social (Semas), e busca conscientizar os profissionais acerca da importância da efetivação da Política de Educação para adolescentes e jovens em cumprimento de medidas socioeducativas no município de Cabedelo, por meio de palestras e depoimentos de atores sociais envolvidos nessa política.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.