João Pessoa participa de Encontro Latino-Americano das Cidades Criativas em Belém

Representantes do programa João Pessoa Cidade Criativa da Organização das Nações Unidas para Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) e do projeto Sereia da Penha estão participando do Encontro Latino-Americano das Cidades Criativas que acontece em Belém. O evento, que prossegue até sábado (5), reúne 15 cidades e municípios de países como Colômbia, México, Panamá, Peru, entre outros, além de duas cidades convidadas, Tucson (USA) e Parma (Itália).

O objetivo do encontro, bem como da reunião dos Pontos Focais das oito cidades brasileiras que fazem parte da Rede Mundial, é incentivar a criatividade entre as cidades de países latinos nas áreas da gastronomia, música, artesanato, design e cinema.

Nesta sexta (4), a coordenadora do programa João Pessoa Cidade Criativa Unesco, Marianne Góes, e a representante das Sereias da Penha, Joziane Isidro, participaram da reunião dos Pontos Focais. Na ocasião, Marianne apresentou os projetos estruturantes e estratégicos que estão sendo desenvolvido em parceria com instituições e empresas, a exemplo da criação do Laboratório de Inovação Cultural (Labin), cuja função é propor e coordenar a execução dos projetos estratégicos.

Também foi apresentada a proposta de criação da Fábrica Social de Artesanato, para capacitar e qualificar artesãos para a produção de uma oferta seletiva de produtos artesanais lastreados na cultura local, bem como a estruturação de uma central de comercialização, no momento exercida pelo Celeiro Espaço Criativo, entre outros inúmeros projetos que venham a desenvolver a economia criativa em João Pessoa.

“O Encontro Latino-Americano das Cidades Criativas está trazendo para nós uma intensa troca de conhecimentos, experiências e abertura de novos negócios para João Pessoa”, comentou Marianne Góes.

Na programação do evento ainda são oferecidas aulas práticas de gastronomia com renomados chefs, shows musicais e mostra de cinema.

Cidades Criativas – João Pessoa entrou na Rede Cidade Criativa em outubro de 2017, como primeira capital brasileira reconhecida pela riqueza do artesanato e cultura popular. A entrada vem promovendo o compartilhamento de experiências com outras cidades participantes. São 180 cidades de 72 países das quais oito são brasileiras: Belém, Florianópolis e Paraty na área da gastronomia; Brasília e Curitiba no design, Salvador na música, Santos no cinema e João Pessoa no artesanato.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.