Feira da Agricultura Familiar da Cecaf inicia funcionamento às sextas-feiras

A partir desta sexta-feira (4) a feira da agricultura familiar que acontece na Central de Comercialização da Agricultura Familiar (Cecaf), no José Américo, ganha mais um dia de funcionamento. Antes acontecia as quintas e sábados e agora também passa a funcionar nas sextas-feiras. A Cecaf é administrada pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedurb) e reúne 140 agricultores de 128 municípios paraibanos.

No local é possível encontrar frutas, verduras, peixes, mariscos, aratu, camarão, goma, farinha de trigo, mandioca, coco ralado, leite e óleo de coco (100% naturais), queijos, manteiga, ovos e bolos, comercializados a preços acessíveis para o consumidor. “Os próprios frequentadores da feira nos pediam essa ampliação no funcionamento. Conversamos com os agricultores e ficou estabelecido que agora teremos também a sexta em nosso cronograma de feira”, explicou Rogeany Gonçalves, coordenadora da Cecaf.

“Tudo está sendo realizado em diálogo com a categoria e visando melhorar ainda mais a movimentação do local. Vamos avaliar o faturamento dos agricultores após a inserção da sexta no calendário da nossa feira. Se o saldo for satisfatório para a categoria, vamos adicionar a venda dos produtos em outros dias da semana”, explicou Zennedy Bezerra, secretário de Desenvolvimento Urbano.

Outros serviços – Lembrando que atualmente na Cecaf funciona o Anexo da Sedurb, que oferece atendimento a população dos serviços ofertados pela Secretaria. No local é possível encontrar atendimentos referentes ao uso de solo público, cadastro de áreas públicas, assessoria jurídica da Secretaria, cemitérios e mercados públicos, além de fiscalização e Operação Sucata. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3218-9062 ou pelo email ascomsedurb@gmail.com

A Cecaf – Funciona na Avenida Hilton Souto Maior, 1112, no José Américo (vizinho ao NATU – TRE). Só é possível comercializar no local, agricultores familiares que tenham a Declaração de Aptidão ao Pronaf, do Ministério da Agricultura, que comprova de fato a atividade desenvolvida por esses trabalhadores. Também é necessário que estejam vinculados à uma cooperativa. A Cecaf tem transformado a vida desses agricultores, uma vez que seus produtos saem das suas mãos diretamente para o consumidor.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.