Caminhada e café da manhã marcam o Dia Nacional da Pessoa Idosa

Para marcar o Dia Nacional da Pessoa Idosa, comemorado neste 1º de outubro, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano(Sedh), promoveu nesta terça-feira uma caminhada e café da manhã, na orla da capital. O evento partiu da Praia do Cabo Branco até o Busto de Tamandaré, e reuniu cerca de 500 idosos, que integram 16 grupos dos Centros Sociais Urbanos (CSU) no Estado.

Conforme a gerente executiva de Proteção Social Básica, Gilmara Andréa de Oliveira, a caminhada teve por objetivo trabalhar os aspectos biológicos, psicológicos e sociais das pessoas idosas, sendo esse o principal diferencial das ações, projetos e programas desenvolvidos pela Sedh. Entre os serviços ela destacou os grupos de convivência dos Centros Sociais Urbanos e o Projeto Natação no Mar.

O promotor Valberto Lira lembrou que há muito tempo trabalha na área do idoso, sempre apoiando e incentivando todas as ações, todas as políticas que existem em favor desse segmento da sociedade. “Mais uma vez participando desse evento, e vamos adiante, esperando que nos próximos 30 anos estejamos comemorando a semana do idoso”, afirmou.

A secretária de Estado do Desenvolvimento Humano, Neide Nunes, afirmou que, no mês da pessoa idosa, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano, vem fortalecendo as ações para esse público que é tão importante. “Nós somos um Estado maduro, um Estado que olha para a pessoa idosa, que desenvolveu o Programa Cidade Madura, um condomínio destinado especificamente para pessoas idosas. Temos o Projeto Acolher, que atende Instituições de Longa Permanência (ILP). O Serviço de Convivência para Pessoa Idosa, oferecido através dos CSUs, os Centros de Referência Especializados (Creas), atendendo nos mais de 26 polos regionais a pessoa idosa; o Disque123, serviço de disque denúncia que vem fazendo um trabalho de enfrentamento à violência contra a pessoa idosa”, enumerou.

A secretária destacou ainda que o Governo do Estado vem investindo, para que esse público seja reconhecido, “para que a população, cada vez mais, compreenda a importância do envelhecer saudável, porque nossos idosos merecem uma vida digna. E nós do Governo do Estado, o governador João Azevêdo, muito sensível, vem fortalecendo essa política cada dia mais”.

O engenheiro e professor aposentado da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Edmilson Argino Borges, (71), participante da caminhada, ressaltou que a prática da atividade física tem uma importância fundamental para o idoso e demais pessoas. “Como engenheiro entendo que como um prédio precisa de coluna para ficar firme. E nossa saúde também precisa de colunas para que você possa continuar vivendo bem, nada mais que controle na alimentação e atividade física. Trabalho cada dia essa questão, digo, motivo as pessoas”.

Maratonista e ciclista, Edmilson Borges disputou recentemente sua última competição, em Lima, no Peru, 42 quilômetros. No próximo dia 15, viaja para Lisboa, onde participará de mais uma competição. E aconselha: “outra coisa é você socializar, dividir os problemas, conversar com as pessoas de bom e ruim; e a atividade física é muito bom também para a mente, para que possamos nos desligar das coisas estreitas, você precisa alargar sua mente”.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.