Em reunião provocada pela ALPB, ministro da Educação libera recursos para a Paraíba

O deputado Ricardo Barbosa (PSB) representou a Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) em reunião, em Brasília (DF), nessa quinta-feira (30), com o ministro da Educação, Abraham Weintraub, reitores das universidades e institutos federais paraibanos, e representantes da bancada federal. Na oportunidade, o ministro garantiu a liberação de recursos para as Instituições Federais de Ensino Superior (IFES) do Estado.

Ricardo Barbosa ressaltou que a reunião foi positiva e resultou em investimento para a educação pública da Paraíba. Ele afirmou que o ministro tranquilizou os reitores quanto aos cortes anunciados pelo Governo Federal e garantiu recursos para as instituições. “O ministro foi acessível às situações demonstradas pelos reitores. Todos nós saímos de lá satisfeitos. O encontro culminou com a liberação de recursos para as universidades públicas do nosso Estado. Essa foi a nossa contribuição, da Assembleia Legislativa”, destacou o parlamentar.

Ricardo Barbosa agradeceu ao presidente da Casa Epitácio Pessoa, Adriano Galdino, pelo empenho para que a ALPB pudesse contribuir em melhorias para a educação paraibana. Ele também agradeceu ao deputado Efraim Moraes pelo contato realizado com o ministro Abraham Weintraub, para que pudesse receber os reitores das universidades.

“Eu quero, inclusive, reverenciar o trabalho do presidente Adriano Galdino, que presidiu a audiência pública, no dia da paralisação nacional, onde foi aprovado o requerimento que deu continuidade ao debate em Brasília. Sugerimos que os reitores fossem recebidos pelo ministro da Educação. Efraim Filho trocou mensagens com ele e o ministro respondeu positivamente”, explicou.

Além de Ricardo Barbosa, participaram da reunião o deputado estadual João Henrique; os deputados federais Efraim Filho, Edna Henrique, Wilson Santiago e Ruy Carneiro; a reitora da Universidade Federal da Paraíba, Margareth Diniz; o reitor da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Vicemário Simões; e o reitor do Instituto Federal da Paraíba (IFPB), Nicácio Lopes.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.