Ministério da Saúde acompanha ações de combate à malária na Paraíba

A área técnica de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado da Paraíba (SES) esteve reunida, nesta segunda-feira (22), com técnicos do Ministério da Saúde (MS), do EpiSUS e da Secretaria Municipal de Saúde de Conde, com o objetivo de apresentar as ações de combate contra a malária que foram realizadas até o momento no município.

De acordo com a chefe do Núcleo de Doenças Transmissíveis, Dioneia Garcia, a equipe técnica da SES apresentou, de forma cronológica, as ações realizadas pela secretaria, em parceria com o município de Conde, desde o surgimento dos primeiros casos. A apresentação contemplava tudo o que foi feito com relação à questão ambiental com os vetores em busca da larva, ao tratamento e à busca ativa de novos casos.

“Mostramos também as estratégias de buscar novos locais de referências para ampliar atendimento e de capacitar mais pessoas para fazer o teste rápido no município. Foi apresentado tudo que a gente conseguiu realizar até agora pra deixá-los cientes do que foi feito e a partir daí eles montarem a programação deles em função dessas informações”, conta.

A técnica do Programa Nacional de Controle da Malária do MS, Liana Blume, explica que veio com a equipe do EpiSUS para ajudar na investigação dos casos de malária e apoiar na busca ativa de possíveis casos, no treinamento dos profissionais de saúde e assegurar a manutenção dos medicamentos, dos testes rápidos e os inseticidas para realização do controle vetorial.

“Ficamos muito impressionados com o trabalho realizado pela Secretaria Estadual em parceria com o município de Conde. Principalmente com a maneira como as ações foram conduzidas e como a gestão trabalhou de forma antecipada para evitar o surgimento de novos casos”, pontua.

Dioneia conta que a equipe do EpiSUS vai trabalhar em cima das informações apresentadas na agenda desta segunda. “Toda quarta-feira eles irão nos apresentar um relatório do que está sendo feito no município e a reprogramação de ações”, conclui.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.