2019: com mais de 3 mil denúncias, bancos e telefonia lideram atendimentos no Procon-JP

O Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) do Procon-JP realizou 3.010 atendimentos nos primeiros três meses deste ano e, desses, telefonia, bancos, água e luz aparecem como as campeãs de reclamações na lista das 10 mais. O atendimento através do 0800 083 2015 registra uma média diária de 30 ligações.

O secretário Helton Renê esclarece que, do total de atendimentos, o percentual de resolução positiva chega a 80%. “Quando o atendimento preliminar em nosso SAC se transforma em processo administrativo, geralmente há a conciliação, isso quando não é resolvido através do contato direto entre o Procon-JP e a empresa reclamada, através da linha direta, por exemplo”, explicou.

A consumidora aposentada Maria do Socorro Xavier, 71, foi atendida no SAC na sexta-feira, 29 de março. Ela está otimista de que o Procon-JP a ajude a resolver seu problema. “Há 30 anos moro em uma casa financiada pela Caixa Econômica, nos Bancários, e quando meu marido faleceu, demorei a receber a pensão e, por isso, atrasei algumas parcelas do imóvel. Agora quero pagar, mas a entrada e as prestações ficaram muito altas por causa dos juros, ultrapassando meu orçamento. Vim aqui porque acho que o Procon-JP vai ajudar junto à Caixa a reduzir o valor dessas parcelas”.

A advogada Katherine Gadelha Marques, que atendeu Maria do Socorro, acredita que o problema da consumidora será resolvido. “Ela quer pagar, mas o valor da entrada e do parcelamento do débito ficou muito alto. Nós vamos tentar conciliar junto à CEF na audiência que será realizada aqui no Procon-JP. Creio que chegaremos a um acordo, até porque dona Maria do Socorro reconhece a dívida e quer pagar. Só não está podendo fazer isso na forma que o banco propôs”.

0800 – Quanto ao atendimento realizado pelo 0800 083 2015, Helton Renê comenta que a maioria dos casos são pedidos de orientação, dúvidas sobre a legislação consumerista e, claro, denúncias de irregularidades. “As pessoas ligam até antes de fechar uma transação, pedindo conselhos sobre o que fazer. Aqui, fazemos questão de ouvir o cidadão ainda que extrapole a questão consumerista. O consumidor não é um número frio e sim um ser humano que vem buscar solução para um problema que, muitas vezes, já foi tentada antes junto ao fornecedor, e o Procon-JP funciona como sua última esperança”.

Serasa – O atendimento gratuito para a consulta de informações junto à Serasa/SPC continua a ser disponibilizado ao consumidor na sede do Procon-JP e nos postos de atendimentos do Ministério Público e do Bairros dos Estados. “Quem quiser realizar essa consulta deve estar de posse do CPF e, no caso de informações para terceiros, de uma procuração devidamente registrada em cartório”, explica Helton Renê.

As 10 empresas mais reclamadas:

OI – 10,06%

Energisa – 5,52%

Cagepa – 4,97%

Caixa Econômica – 4,07%

Claro – 4,4%

Tim – 4,36%

Vivo – 2,9

Banco do Brasil – 1,74%

Magazine Luiza – 1,64%

Itaucard – 1,4%

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.