PMs aprovados nos concursos de 2014 e 2018 poderão ser nomeados; entenda

O deputado estadual Delegado Wallber Virgolino (Patriota) protocolizou requerimento nº 888/2019, que impede o Poder Executivo de fazer concurso público quando já tem um em vigência, como é o caso do concurso público da Polícia Militar.
O primeiro certame foi feito em 2014 e um segundo em 2018. Pelo menos 2.500 candidatos foram aprovados no último concurso, convocados para fazer o Teste de Aptidão Física (TAP) e exames de saúde. Eles estão na lista de espera.
“Esses policiais não foram ainda nomeados. Esse requerimento visa impedir um terceiro concurso da PM sem antes que os aprovados sejam convocados. Garantir a efetividade do concurso público de pessoas que estudaram, se esforçaram e agora estão prejudicaram.
O requerimento deverá ser colocado em votação nos próximos dias pelos deputados estaduais.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.