Último Assalto de Um Casamento apresenta-se no Teatro Minerva em Fórum feminino promovido por mulheres da UFPB

“Último Assalto de Um Casamento”, texto e direção de João Costa; protagonismos das atrizes Gisele Suminski e Sabrina Amaral, apresenta-se nesta quarta-feira, 27, no Teatro Minerva, em Areia, como parte da programação da Primeira Rodada de Diálogo das Mulheres, realizada pelo Fórum das Mulheres em Luta da UFPB, Campus de Areia.

Último Assalto de Um casamento se reporta ao final de um relacionamento matrimonial em que a protagonista busca na psicoterapia superar “violência psicológica num casamento em que a mulher  se doa a vida toda em função da carreira profissional do marido; convivendo com traições conjugais, momentos de tratamento psicoterápico, perda da autoestima e a busca através da catarse de um final feliz”.

Segundo João Costa, a concepção cênica leva ao palco uma narrativa alternando o que “seria uma sessão de psicoterapia e uma luta de boxe, que está nos últimos rounds, o décimo exatamente, em relação aos anos de casamento. Buscamos levar ao palco o esforço de uma mulher para recuperar sua autoestima, pós-relacionamento com um marido típico de classe média, machão, em que a personagem central, Catarine define como sepulcro caiado”, diz o diretor.

A atriz, Gisele Suminski, que interpreta o papel central da narrativa tem expertise em trabalhos interpretativos no teatro paraibano. Já atuou em coletânea baseada na obra de Nelson Rodrigues, interpretando o monólogo Valsa Número Seis. “E este texto, Último Assalto de Um Casamento tem inspiração narrativa rodrigueana, algo deliberadamente provocativo no aspecto cênico; na abordagem que que transita no plano psicológico da personagem, uma mulher em crise e em retomada de vida pós-casamento fracassado”, diz o diretor.

A encenação também é um resultado de um trabalho que foi buscar no Grupo de Teatro Temboquinhanao orientado pelo diretor de teatro e psicólogo Omar Brito, a jovem atriz Sabrina Amaral. O espetáculo tem a preparação de elenco de Sidney Veloso e iluminação de João Batista, que atualmente atua não só em teatro, como também no setor de cinema da UFPB.

Um dia de reflexão sobre a condição da mulher.

O espetáculo encerra uma extensa programação da “Primeira Rodada de Diálogo das Mulheres que tem na sua programação Mesa redonda às 14 Horas  no auditório do Prédio Central, Campus de Areia; palestra às 19:00 no Teatro e Minerva, que antecede a apresentação do espetáculo.

 

 

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.