Paraíba gera saldo positivo de empregos com carteira assinada em fevereiro

O mercado de trabalho paraibano reagiu, positivamente, o segundo mês do ano, fechando com o saldo de 432 vagas, segundo dados da secretaria especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, com base no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta segunda-feira (25). Os estados da Bahia, Ceará e a Paraíba foram os únicos que tiveram saldo positivo no mês de fevereiro na Região Nordeste.

Os setores do comércio (563 vagas) e serviços (661 vagas) concentraram os saldos positivos de fevereiro entre as atividades econômicas da Paraíba, enquanto a agropecuária (-692 vagas), no período de entressafra da cana-açúcar, e a construção civil (-218) foram atividades responsáveis pela baixa dos postos de trabalho no último mês.

Cenário regional – No recorte geográfico, a única região das cinco do País que apresentou saldo negativo foi a do Nordeste (-12.441), enquanto as outras quatro regiões apresentaram saldo positivo em fevereiro, com Sudeste liderando (101.649); seguido do Sul (66.021); Centro-Oeste (14.316); e Norte (3.594). Três estados do Nordeste registraram as maiores saldos negativos do País: Pernambuco perdeu 12.396 vagas; Alagoas registrou baixa de 2.255 postos e o Rio Grande do Norte -2.249. Apenas Bahia (5.706); Ceará (1.865) e Paraíba (432) apresentaram saldos positivos.

O país criou 173.139 novas vagas de trabalho com carteira assinada em fevereiro. O saldo é o melhor para o mês desde 2014, quando 260.823 vagas foram criadas. O resultado do mês foi puxado pelo setor de serviços, que gerou 112.412 postos formais, seguido pela indústria de transformação, que abriu 33.472 vagas de trabalho.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.