Em Mataraca, TCE-PB suspende licitação que beneficiava empresa do primo do prefeito

Ao que parece, os negócios feitos com o dinheiro público da cidade de Mataraca obedecem não a prioridade de economia, mas as ligações familiares.

Claro que todos preferem ter a família como referência e segurança, mas dentro das compras de insumos para a prefeitura o quesito deveria ser qualidade e preço. Segundo o informações públicas e o próprio Tribunal de Contas do Estado, as licitações foram suspensas por verificação de sobrepreço. A empresa licitada pertence a parentes do atual prefeito da cidade.

Segundo nota, o TCE-PB observou também a ausência de pesquisa de preço para fins de balizamento das propostas dos licitantes. Fato que impossibilita à administração pública de estabelecer um valor razoável para a aquisição, dando azo a contratação de serviços com sobrepreço.

A empresa citada, Novo Horizonte Combustíveis e Lubrificantes, da cidade de Mataraca, pertence a parentes do prefeito Egberto Madruga.

Estela Madruga é viúva do ex prefeito João Madruga, primo de Egberto. Frederico Madruga é filho de João e Estela. Nos ramos familiares é o que se chama de “primo em segundo grau” do atual prefeito. ExpressoPB

 

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.