Escola Judiciária do TRE propõe parceria com a CMJP para capacitação de alunos nas escolas públicas

A Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) recebeu, na manhã desta quarta-feira (20), o diretor da Escola Judiciária do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), juiz Antônio Carneiro. Ele propôs parceria com o Legislativo Municipal para a realização do projeto ‘Mandato Legal’, que tem o objetivo de capacitar alunos de escolas públicas sobre noções básicas de cidadania e governança cidadã.

O projeto pretende visitar duas escolas por semestre para levar aos alunos informações sobre quais são as atribuições dos agentes políticos e públicos, e sobre como eles estão exercendo seus deveres. As visitas serão direcionadas a estudantes do ensino médio, que também terão acesso aos compromissos firmados durante as campanhas eleitorais, além de noções sobre cidadania, ética e administração pública.

O presidente da CMJP, João Corujinha (DC), recebeu positivamente a proposta, uma vez que a Casa Napoleão Laureano já desenvolve ações junto a escolas públicas. Para Corujinha, essa parceria com a Escola Judiciária do TRE-PB vai ampliar os trabalhos desenvolvidos pela Escola Legislativa da Câmara.

“Já temos o programa ‘Escola na Câmara’ e, com essa parceria, podemos valorizar ainda mais o trabalho desenvolvido pela Escola do Legislativo, juntamente com a Escola Judiciária, para os alunos conhecerem tanto o trabalho parlamentar quanto o desenvolvido pela Justiça Eleitoral. Com isto estaremos formando mais cidadãos dentro da política paraibana”, ressaltou o presidente da CMJP.

O juiz Antônio Carneiro afirmou que a parceria proposta ao Legislativo Pessoense é imprescindível para o início do programa. “A Câmara Municipal é já vem desenvolvendo diversas atividades na área de cidadania. O que vamos fazer é dar as mãos, fazer com que a sociedade possa conhecer, cada vez mais, não só a atividade parlamentar municipal, mas a administração pública como um todo, para que os alunos possam criticar, reivindicar, mas sabendo como as coisas acontecem”, explicou o diretor da EJE-PB.

Também participaram da reunião a vereadora Eliza Virgínia (PSDB) e os vereadores Leo Bezerra (PSB), Milanez Neto (PTB), Humberto Pontes (Avante), Bruno Farias (PPS), Carlão (SDC) e Professor Gabriel (SD); além da coordenadora e da assistente do núcleo de cidadania da Escola Judiciária da Paraíba do TRE-PB, Ana Karla Farias e Maria Glória Nunes, respectivamente; da diretora-geral, do procurador e da procuradora-adjunta da Casa, Nilmara Braga, Washington Rocha de Aquino e Moema Fiuza.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.