Cidade Madura continua em destaque na imprensa nacional e segue como referência para outros estados

O programa habitacional Cidade Madura, desenvolvido pelo Governo do Estado, por meio da Companhia Estadual de Habitação Popular (Cehap) e da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano, continua sendo referência para os demais estados do País. Reportagem do jornal “Estado de Minas”, assinada pelos jornalistas Carlos Marcelo e Laura Valente, destaca os benefícios para a população idosa, como inclusão social e melhoria na qualidade de vida.

“O residencial representa uma ajuda e tanto para as famílias carentes preocupadas com os seus parentes mais velhos”, afirma os jornalistas, destacando que o Cidade Madura estimula autonomia dos idosos, elogiando ainda o fato de as moradias do condomínio serem individuais. “Vale ressaltar duas questões. A primeira é que o governo não transfere os imóveis para o idoso ou casal de idosos residente. Se há necessidade de o morador sair de lá por motivo de saúde ou de óbito, a casa é reocupada, de acordo com critérios estabelecidos e a fila de espera. A outra é que o Cidade Madura não é um asilo. Há, sim, a oferta de serviços assistenciais no local, mas o residente é responsável por cuidar de si mesmo e estimulado a manter-se como indivíduo autônomo”, diz a reportagem.

Para conhecer o Projeto Cidade Madura, o “Estado de Minas” esteve em João Pessoa, o primeiro município paraibano a sediar o programa habitacional. A reportagem relata, ainda, a padronização das residências construídas: 40 unidades por condomínio, com 50 mcada residência, ressaltando toda a infraestrutura, a exemplo do núcleo de saúde e toda assistência médica a que os idosos têm direito.

Referência – Inaugurado em 2014 pelo Governo do Estado, o Condomínio Cidade Madura tem servido de referência para os demais estados brasileiros, a exemplo do Paraná e São Paulo. O modelo de gestão é um dos benefícios do Programa Cidade Madura que tem chamado a atenção de outros estados.

Atualmente, o Projeto Cidade Madura contempla, além de João Pessoa, os municípios de Campina Grande, Cajazeiras, Sousa, Patos e Guarabira. Ouvido pela reportagem do “Estados de Minas”, o psicólogo Fabrício Oliveira, voluntário do Cidade Madura, foi incisivo sobre os benefícios do projeto na vida dos idosos: “As conquistas são inúmeras. Havia pessoas com depressão, que não conversavam muito, se sentiam isoladas, e, hoje, frequentam vizinhos, passeiam, participam das oficinas que ministro e de outras atividades levadas para o espaço”.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.