A AMIDI que quer “representar”, mas não se representa com seus direitos

A Associação de Mídias Digitais da Paraíba (AMIDI), que se autoproclamou representante dos profissionais e empreendedores de portais, sites e blogs do estado, está tentando convencer os poderes públicos a emplacar um novo modelo para que a mídia institucional seja veiculada nos demais seguimentos da comunicação midiática. Mas, o grande problema desta “Associação”, além de não representar legalmente essa categoria de profissionais, está com suas obrigações legais, irregulares.

Nesta terça-feira (22), circulou nos grupos de mensagens, prints em que apontam tais irregularidades da AMIDI. Segundo os documentos, a “Associação” encontra-se inapta (omissa) por omissão de declarações.

Ainda nesta terça-feira, um grupo de jornalistas também se reuniu e divulgou, através de texto publicado em um site paraibano, uma série de erros envolvendo a associação, tais como o fato da sede da associação ser uma incógnita, os filiados “um mistério à parte”, o site oficial estar há anos fora do ar – http://www.amidi.online/ – , o perfil no Facebook não ser atualizado desde novembro de 2015, além de ninguém ter visto a Ata de Fundação ou o Estatuto Social ou sequer saber como, quem ou quais critérios abalizaram a eleição de seu presidente e diretoria.

Confira os documentos em que apontam tais irregularidades existentes nessa AMIDI.

 

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.