Saúde firma parceria com a SBC no controle e combate às doenças cardiovasculares

A secretária de Estado da Saúde, Claudia Veras, se reuniu, nesta segunda-feira (21) pela manhã, com o presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), Dr. Marcelo Queiroga, com quem discutiu proposta de parcerias em diversas ações cujos objetivos são controlar e combater as doenças cardiovasculares que são as que mais provocam óbitos, na Paraíba.

“É muito importante a parceria com a SBC para trabalhar temas tão relevantes para a saúde dos paraibanos. A SES se compromete em oferecer todo o apoio necessário para a realização dessas atividades”, disse a secretária.

Dr. Marcelo, que é médico, cardiologista intervencionista e também faz parte do quadro do Hospital Metropolitano, explicou que as parcerias serão para as ações da Atenção Primária;  treinamentos de recursos humanos; qualificações e treinamentos das emergências cardiovasculares.

Durante o encontro, a secretária confirmou o apoio da SES para mais dois importantes eventos que serão realizados este ano, sendo um para debater nas escolas a prevenção da obesidade de adolescentes e crianças e o outro será um encontro nacional de mulheres cardiologistas, em maio, com o objetivo de alertar problemas cardiovasculares. Será um momento também de chamar atenção para o papel de protagonismo da mulher, em várias áreas.

A SBC é a terceira maior sociedade médica do Brasil, em número de profissionais associados e, pela primeira vez em sua história de 76 anos, tem um paraibano eleito presidente. Segundo ele, todo tempo que estiver à frente da instituição serão realizadas atividades que tenham o objetivo de combater e controlar as doenças cardiovasculares, que são as principais causas de mortes por AVC e infarto na Paraíba e no Brasil.

“A SBC tem uma imensa satisfação dessa parceria com a SES, que trará um novo cenário de assistência cardiovascular no estado da PB que já tem o seu primeiro hospital público responsável pelo atendimento a doenças líderes de mortalidade e no Brasil e no mundo, que é o Metropolitano”, ressaltou.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.