Após muitas multas, Semob lança campanha e alerta motoristas sobre riscos do uso do celular ao volante

Aconteceu na tarde desta segunda-feira (21) o evento de abertura da campanha em alusão ao Dia Municipal da Paz no Trânsito, que acontece na próxima quinta-feira (24). Os agentes da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de João Pessoa (Semob-JP) e membros de órgãos parceiros estiveram no cruzamento das avenidas Epitácio Pessoa e Bento da Gama, em ação de conscientização junto aos motoristas. O primeiro tema da campanha é o uso do celular ao volante, infração verificada em média 400 vezes ao mês na Capital.

A aposentada Alice Sales, de 56 anos, aprovou a campanha. Ela conta que quase sofreu um acidente quando circulava como passageira no carro do filho. “Outro veículo quase se chocou conosco porque o motorista estava usando o celular. Foi um livramento, mas não podemos acreditar que vai ser assim sempre. As pessoas precisam se conscientizar que direção e celular não combinam”, afirmou.

Ela foi uma das abordadas pela equipe da Divisão de Educação para o Trânsito da Semob-JP, que esteve nas ruas fazendo panfletagem, adesivagem e conversando com motoristas e pedestres sobre os perigos do uso do celular no volante.

De acordo com o superintendente de Mobilidade Urbana, Adalberto Araújo, esta é uma tentativa de chamar a atenção das pessoas para o problema. “Os condutores precisam entender que utilizar o celular no trânsito coloca sua vida e a de outras pessoas em risco. Nossa campanha tem como missão trazer a mensagem de que a urgência maior é a segurança no trânsito, qualquer chamada ou mensagem pode esperar”, afirmou.

A chefe da Died, Gilmara Branquinho, alertou que o uso do celular é uma das principais causas de acidentes. “Os números são crescentes. O celular tomou um espaço muito grande na vida das pessoas, principalmente com as redes sociais, mas isso não pode chegar ao trânsito”, afirmou.

Dirigindo às cegas – De acordo com estudos da área, o celular está entre as principais distrações ao volante, fazendo com que os motoristas avancem até 42 metros completamente às cegas. A pesquisa, realizada pelo instituto de trânsito dos Estados Unidos, indica que o condutor gasta entre 2 e 2,5 segundos em ações como ler ou escrever mensagens de texto ou digitar números de telefone. Se estiver a uma velocidade de 60 km/h, ele vai dirigir de 34 a 42 metros sem ver o que está a sua frente.

O tema está no centro da Campanha pela importância que ganhou na dinâmica do trânsito. O fato de estar parado em um sinal vermelho, inclusive, não dá ao motorista o direito de utilizar o celular, já que ele ainda está inserido em uma situação de trânsito, o que exige atenção com o que se passa ao seu redor.

De acordo com o artigo 252 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), se caracteriza como infração gravíssima dirigir utilizando apenas uma das mãos em casos onde o condutor está segurando ou manuseando um telefone celular. O flagrante acarreta perda de sete pontos na carteira e a aplicação de multa no valor de R$ 293,47.

As atividades referentes ao Dia Municipal da Paz no Trânsito acontecem diariamente até o dia 24. Outros temas abordados pela campanha serão o excesso de velocidade nas vias e o respeito ao pedestre no trânsito. A campanha acontece em parceria com a Secretaria Municipal de Segurança Urbana (Semusb), BPTran, Corpo de Bombeiros, Compav, Comitê Vida no Trânsito, Detran-PB, DER, Dnit, DTTrans, DMTrans, Semob Cabedelo e Polícia Rodoviária Federal.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.