Movimentação no Porto de Cabedelo cresce 17,43% em 2018

O Porto de Cabedelo repetiu e ampliou o bom desempenho que teve em 2017 registrando mais um ano de crescimento na sua movimentação de cargas. No ano de 2018, o Porto registrou um crescimento de 17,43% em relação ao ano anterior, movimentando um total de 1.230.741 toneladas de produtos e matérias-primas. Em 2017, o terminal movimentou 1.048.072 toneladas e registrou um crescimento de 11,39% em relação a 2016.

De acordo com a Gerência de Operações da Companhia Docas da Paraíba (Docas-PB), 100 navios passaram pelo porto e mais uma vez os derivados de petróleo foram as cargas mais movimentadas. No berço 101, foram descarregadas 486.742 toneladas de combustíveis, sendo 322.965 de gasolina, 160.827 de diesel e 2.950 álcool.

A segunda carga mais movimentada no Porto de Cabedelo em 2018 foi o coque de petróleo (petcoke), que é importado dos Estados Unidos e tem como destino final o polo cimenteiro da Paraíba e ainda uma empresa no estado do Pará, que importa o produto através do porto paraibano. 350.808 toneladas de petcoke passaram pelo porto no último ano.

Apesar da característica importadora, o porto paraibano também é uma importante porta para o escoamento de mercadorias de alto valor agregado do Estado para outros países. Em 2018 foram exportadas através do terminal 70.965 toneladas de produtos, sendo 66.132 de ilmenita para França e Ucrânia e 4.833 de granito para a Itália.

Em 2018, o Porto de Cabedelo também recebeu pás eólicas, uma operação que precisa de um planejamento especial para a descarga e saída do terminal, que envolve inclusive outros órgãos como a Polícia Rodoviária Federal, dado o tamanho do produto.

Malte (245.591 toneladas), trigo (50.502 toneladas) e bentonita (26. 062 toneladas) completam as cargas movimentadas no ano passado.

Para a presidente da Companhia Docas da Paraíba, Gilmara Temóteo, o bom desempenho do Porto de Cabedelo durante dois anos consecutivos,  em plena crise, acompanha o crescimento que o Estado da Paraíba vem tendo em praticamente todos os setores, graças à política fiscal, à austeridade e aos investimentos adotados pelo Governo do Estado. Ainda segundo Gilmara, os investimentos na melhoria da infraestrutura do Porto, aliada à prospecção de novas cargas, completam a receita que levou aos números positivos.

“Nossa expectativa é que 2019, apesar de se apresentar ainda como um ano muito difícil, possamos melhorar ainda mais esses números,  já que teremos a concretização dos leilões dos terminais de combustíveis e biocombustíveis que vão trazer cerca de R$ 120 milhões em investimentos para o Porto. Vamos continuar trabalhando com planejamento e investimento, uma vez que o Porto de Cabedelo tem se mostrado um importante aliado do desenvolvimento da Paraíba”, ressaltou Gilmara.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.