Azevêdo representa a PB e discute agenda positiva com governadores do Nordeste

A retomada de obras federais no Nordeste, visando à geração de empregos e o crescimento econômico da região; celebração de um Pacto Nacional pela Segurança Pública; a viabilização de fontes financeiras para reequilíbrio do pacto federativo; o desbloqueio das operações de créditos dos Estados, para viabilização de investimentos e pagamentos de precatórios judiciais; debate acerca do novo Fundeb; consequências da mudança no programa Mais Médicos.

Esses foram alguns dos assuntos que o governador eleito João Azevêdo, representando o Estado da Paraíba, discutiu com os demais governadores do Nordeste durante encontro realizado nesta quarta-feira (21), em Brasília, e que constam numa Carta encaminhada ao presidente eleito Jair Bolsonaro.

“Esse documento que estamos encaminhando ao presidente eleito Jair Bolsonaro apresenta seis pontos que, para os governadores do Nordeste, são importantes que sejam tratados e recebidos com a devida atenção. A carta refere-se à questão de investimentos em obras públicas, em estradas, na área de habitação, na área da saúde, educação, rediscutir a própria distribuição do Fundeb e que os investimentos em termos de empréstimos possam ser retomados para os estados que têm condições fiscais. Então é um documento que visa uma agenda positiva em benefício dos estados do Nordeste”, pontuou João Azevêdo.

Logo após o encontro, João Azevêdo comentou que a reunião de governadores serviu para a definição de uma pauta comum, daquilo que mais preocupa todas as gestões no atual momento. “Esperamos ter, a partir dessa reunião, a possibilidade de manter um diálogo aberto com o Governo Federal no sentido de buscar a solução, exatamente, para os maiores problemas”, disse.

O governador eleito ainda citou alguns pontos pautados no encontro que podem ser vistos como problemas existentes em todos os estados do Nordeste. “São problemas com relação a investimentos, com relação à previdência, com relação à forma como está sendo estabelecida a fusão de alguns ministérios, enfim, alguns pontos que nos preocupam”, comentou João Azevêdo.

A Carta contendo os principais pleitos levantados no encontro foi assinada por todos os participantes: além de João Azevêdo, os governadores Paulo Câmara (Pernambuco), Camilo Santana (Ceará), Wellington Dias (Piauí), Rui Costa (Bahia), Belivaldo Chagas (Sergipe), Flávio Dino (Maranhão), o governador em exercício de Alagoas, Luciano Barbosa, e a governadora eleita do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra.

você pode gostar também Mais do autor