Índice de Desenvolvimento da Educação da Paraíba aponta crescimento em todas as etapas de escolaridade

A Rede Estadual de Educação apresentou crescimento em todos os níveis de ensino de acordo com o resultado do Índice de Desenvolvimento da Educação da Paraíba (IDEPB) 2018, divulgado nesta segunda-feira (5), em entrevista coletiva realizada no auditório do Liceu Paraibano pela Secretaria de Estado da Educação (SEE). No 5º ano do Ensino Fundamental, o índice subiu 4,2%, saindo de 4,55 em 2017 para 4,74 em 2018; no 9º ano cresceu 5,6%, de 3,34 em 2017 para 3,53 em 2018; e na 3ª série do Ensino Médio, o crescimento foi de 5,3%, de 3,18 para 3,35 em 2018. As Escolas Cidadãs Integrais tiveram o melhor resultado da rede desde o início da avaliação, saindo de 3,2 em 2017 para 3,7 em 2018, um aumento de 15%. As provas foram realizadas dias 11 e 12 de setembro em 591 escolas para mais de 44 mil estudantes.

O IDEPB combina indicadores de desempenho e fluxo escolar e oferece consistente diagnóstico a partir da aplicação de provas de Língua Portuguesa e Matemática para estudantes do 5º e 9º anos do Ensino Fundamental e da 3ª série do Ensino Médio. Implementado em 2012 pela Secretaria de Estado da Educação da Paraíba (SEE/PB), em parceria com o Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação (CAEd/UFJF), a avaliação possibilita, por meio de medidas de desempenho dos estudantes avaliados, a aferição da qualidade do ensino ofertado pela rede estadual da Paraíba.

A primeira colocada no estado na avaliação da 3ª série do Ensino Médio, com um índice de 5,72, foi a Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Izidra Pacífico de Araújo, da cidade de Sousa. O primeiro lugar na avaliação do 9º ano, com 6,58, ficou com a Escola Cidadã Integral Antônio Coelho Dantas, em Nova Palmeira. Já no 5º ano, o melhor índice foi da Escola Estadual de Ensino Fundamental Cônego Manoel Otaviano, da cidade de Olho D’Água, com índice de 7,09.

Outro dado positivo é o da participação dos estudantes na avaliação. No 5º e 9º ano foi de 85%, e no 3º ano do ensino médio foi de 80%, números superiores aos da avaliação do ano passado no 9º e 3º ano.

No que se refere aos padrões de desempenho dos alunos em língua portuguesa e matemática, considerando os níveis abaixo do básico, básico, adequado e avançado, no 5ª ano, reduziu em 50% o número de estudantes no nível básico, elevando-os para o nível adequado, e no 9º e 3º ano, houve uma redução significativa de estudantes com nível abaixo do básico e elevação daqueles em níveis adequados.

Na coletiva, o secretário de Estado da Educação, Aléssio Trindade, comentou que “esse resultado histórico demonstra que a educação na Paraíba está no caminho certo. Já achamos o caminho e a expectativa para o próximo ano é que daremos um salto ainda maior. Os primeiros colocados em cada etapa demonstram também como o investimento em educação na Paraíba se dá em todo o estado, sem privilégio dos grandes centros”.

Escolas Cidadãs Integrais – Um destaque no resultado das Escolas Cidadãs Integrais – modelo de ensino implantado em 2016 que atualmente funciona em 103 escolas da Rede Estadual – é que não só tiveram um aumento de 15% no índice, como 73 escolas, o que equivale a 85%, melhoraram em relação a 2017. Dos 10 primeiros lugares do 3º ano do Ensino Médio no ranking do IDEPB, cinco são Escolas Cidadãs Integrais.

No que se refere aos padrões de desempenho dos alunos em língua portuguesa e matemática, considerando os níveis abaixo do básico, básico, adequado e avançado, as Escolas Cidadãs Integrais apresentaram 30% de escolas com padrão de desempenho adequado, evolução de 16 pontos percentuais.

No Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) de 2017, indicador que mede o desempenho das escolas de todo o Brasil, os três melhores resultados da Paraíba foram de Escolas Cidadãs Integrais.

você pode gostar também Mais do autor