Prefeitura de Campina Grande consegue elevar notas do Ideb e mais uma vez cumpre metas definidas pelo MEC

O Ministério da Educação (MEC), através do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), divulgou nesta segunda-feira (3) as notas referentes à última avaliação do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), realizada no ano passado. Os dados trazem, pela terceira vez desde o início da gestão do prefeito Romero Rodrigues, um resultado positivo para a população de Campina Grande, uma vez que o Sistema Municipal de Ensino não só conseguiu elevar suas notas em relação a avaliação de 2015, como também atingiu as metas estabelecidas pelo MEC.

No caso das turmas de 5º ano, última etapa dos anos iniciais do Ensino Fundamental, a nota do município saltou de 4,7, em 2015, para 5,2 em 2017, ultrapassando a meta de 4,8 proposta para o referido pelo Ministério da Educação.

Além do bom desempenho geral do Sistema Municipal de Ensino, com 41 das 75 escolas avaliadas alcançando notas iguais ou maiores que a média do município, os dados do Ideb também apontam que 15 escolas obtiveram nota maior ou igual a 6, superando, dessa forma, a média proposta pelo Ministério para o município no ano de 2021.

Já para as turmas de 9º ano, última série dos anos finais do Ensino Fundamental, a média do município subiu de 3,7 na última edição do Ideb, em 2015, para 3,8 na atual avaliação do indicador. O resultado também atinge a média proposta pelo MEC, que era de 3,8. Nesse caso, também chama a atenção o desempenho de seis das treze escolas municipais avaliadas, que obtiveram desempenho acima da média geral municipal, com nota igual ou acima de quatro.
Ao avaliar os dados divulgados pelo MEC, a secretária de Educação de Campina Grande, Iolanda Barbosa, destacou a consistência do trabalho que vem sendo realizado nos últimos anos pelos profissionais do Sistema Municipal de Ensino.

“O trabalho que estamos executando conta com ações que consideramos determinantes para esses resultados. Entre elas, destaco a iniciativa desta gestão de mudar o seu sistema de ensino, passando do sistema de ciclos para o seriado anual, com anos iniciais e finais no Ensino Fundamental; a criação do Grupo de Acompanhamento Pedagógico, que monitora a aprendizagem de todos os alunos do 1º ao 9º ano; e a criação do Sistema de Avaliação Municipal da Aprendizagem, o Sama, que realiza duas avaliações por ano com todas as turmas do Ensino Fundamental”, pontuou.

Iolanda ainda destacou como medida essencial para os resultados positivos o cumprimento, por parte da gestão do prefeito Romero Rodrigues, da lei do piso nacional do magistério. “O cumprimento da lei, com a incorporação das cinco horas departamentais, também foi decisivo, uma vez que estas horas são voltadas diretamente para a formação continuada de professores, como também para o planejamento e a elaboração do plano de metas de cada escola, instrumento que é fundamental para acompanharmos a aprendizagem dos alunos”, acrescentou.

O Ideb

Principal indicador da educação básica no Brasil, o resultado do Ideb leva em consideração as notas obtidas pelo Saeb, que avalia os alunos com provas de língua portuguesa e matemática, e os dados relativos ao fluxo escolar, que verifica as taxas de aprovação, retenção e evasão dos estudantes nas escolas e turmas avaliadas.

você pode gostar também Mais do autor