Lucélio critica estagnação no Ideb e defende Programa Livro Aberto

Lucélio Cartaxo, candidato ao Governo do Estado pelo PV, criticou a estagnação da Paraíba na nota do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) para o ensino médio, que se distanciou ainda mais da meta em relação à edição passada, e garantiu que sua gestão vai implantar o Programa Livro Aberto, que vai promover parcerias com as universidades públicas para diminuir significativamente as taxas de analfabetismo no Estado. A proposta foi apresentada na rádio Arapuan FM, durante o debate para as eleições 2018.

“A Paraíba continua estagnada na sua nota do Ideb, divulgado nesta segunda-feira pelo Inep. Nós defendemos um governo que eleve a qualidade da educação paraibana, porque entendemos que só através da educação será possível o pleno desenvolvimento das pessoas. Por isso iremos criar o Programa Livro Aberto, que vai estabelecer parcerias com as universidades públicas, para acabar com os índices de analfabetismo no Estado”, disse.

Em entrevistas, Lucélio reforçou a importância de uma educação forte para a garantia das melhorias na vida dos paraibanos e paraibanas. “Vamos inovar com programas como o Filhos do EJA, implantado em João Pessoa, que oferece aulas de reforço e atividades recreativas para os filhos de quem estuda na Educação de Jovens e Adultos”, disse.

O candidato defendeu ainda a implantação em todo o Estado das Escolas Bilingues, que vão oferecer uma segunda língua aos estudantes, além do CELEST-PB, centro de línguas que ofertarão cinco idiomas para os paraibanos e paraibanas de todas as regiões. “Precisamos estar sintonizados com o futuro e a inovação. O ensino de uma segunda língua, dando igualdade de oportunidades, será um passo decisivo”, disse.

você pode gostar também Mais do autor