Falta de água nos bairros de João Pessoa e região foi tema de debates na Câmara

A falta de água em João Pessoa e região metropolitana foi o ponto crucial do pronunciamento do vereador Mangueira (MDB) na sessão ordinária desta quinta-feira (14), na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP). Ele denunciou, na tribuna, que várias escolas públicas não tiveram aulas por causa do problema. O tema chegou a ser aparteado pelos vereadores Chico do Sindicato (Avante) e Carlão (PSDC).

O parlamentar denunciou, também, que centenas de crianças deixaram de assistir aula nas escolas públicas dessas comunidades por falta de água para tomar banho e de merenda escolar. “A indignação é enorme. A água é fundamental na vida das pessoas. Nesses bairros, muita gente está usando cuia e lata para juntar água e tomar banho”, comentou.

Durante seu pronunciamento, Mangueira chegou até a pedir a renuncia do presidente da Cagepa. “Tem que colocar uma pessoa na empresa que tenha capacidade, realmente, de gerir a empresa. A Cagepa está toda saneada. Tem água e não pode distribuir. Vou pedir ao governo estadual a renuncia do presidente da Cagepa”, ressaltou. Ele fez um apelo para que os poderes legislativos estadual e municipal cobrem do Governo uma solução para o problema.

“Todo mundo sabe que as bacias fluviais estão cheias de água. Os rios Mumbaba e Gramame estão cheios. Em pleno inverno, faltar água, é um constrangimento”, declarou o vereador, que ameaçou mobilizar os moradores do Rangel e do Cristo a interditarem as ruas das comunidades para protestar contra a falta de água e saneamento básico.

Mangueira também pretende realizar uma audiência pública na CMJP para tratar do assunto. “Vamos fechar a Rua 2 de Fevereiro, porque não temos saneamento básico no local. Já apresentei um requerimento para fazer uma audiência pública. Ai vai para todo mundo: Seinfra e Cagepa”, informou.

Os vereadores Chico do Sindicato, Carlão e Lucas de Brito (PV) ratificaram as criticas de Mangueira. Em seus apartes, eles demonstraram completa indignação com o problema. “Dois dias consecutivos que falta água nos bairros de João Pessoa. Eu mesmo recebi várias reclamações dos moradores do bairro do Geisel”, comentou Chico.

 

Carlão disse que o Rangel e Cristo são bairros bem representados por Mangueira. Ele lamentou que a falta de água nessas comunidades venham causando transtornos à população e ao comercio local.

 

Para Lucas, Mangueira reproduziu, na tribuna, a preocupação do povo da Capital. “A água é um bem tão essencial à vida”, destacou Brito, responsabilizando o Governo pela poluição do rio Gramame.

você pode gostar também Mais do autor