Ex-prefeito aliado de Ricardo, tem contas reprovadas pelo TCE

Depois do afastamento do prefeito Berg Lima e do vice-prefeito Luiz Antônio, agora é a vez do ex-prefeito Expedito Pereira de Souza entrar na mira dos órgãos de fiscalização. Nesta quarta-feira (25), o Tribunal de Contas da Paraíba emitiu parecer contrário à aprovação das contas de Expedito a quem impôs o débito de R$ 50.408,23, em razão de saldo bancário não comprovado, conforme voto do relator Antonio Cláudio Silva Santos.

O ex-gestor de Bayeux, que também respondeu por não recolhimento de contribuições previdenciárias, contratação excessiva de servidores temporários e quebra do limite com a folha de pessoal. A defesa de Expedito Pereira adiantou que vai recorrer da decisão.

Aprovação

Na mesma sessão plenária, o TCE emitiu pareceres favoráveis à aprovação das contas oriundas de três Prefeituras e 20 Câmaras de Vereadores. Aprovou, além destas, as da Secretaria de Estado da Defesa (exercício de 2016), conforme voto do conselheiro Fernando Catão, relator do processo. A prefeita de Pombal, Yasnaia Pollyanna Werton Dutra, obteve a aprovação às contas do exercício de 2015.

Do ex-prefeito de Maturéia Daniel Dantas Wanderley e do atual prefeito de Juru Luiz Galvão da Silva a Corte aprovou, em grau de recurso, as contas de 2014, como entenderam os relatores Marcos Costa, no primeiro caso, e Oscar Mamede, no segundo. Em seguida, o então prefeito de Umbuzeiro, Thiago Pessoa Camelo, teve o desprovimento do recurso de reconsideração com que pretendeu, sem sucesso, reverter a reprovação das contas de 2013 inicialmente julgadas em novembro passado.

 

você pode gostar também Mais do autor