Considerando ser importante para o Brasil, Câmara recua e decide pagar passagem para deputado paraibano

Quatro dias depois de negar pagar viagem ao deputado André Amaral (PMDB-PB) para assistir a um torneio de kart em Portugal, a Câmararecuou e autorizou a missão oficial. Nesta terça-feira, a Casa afirmou que a recusa se deveu à agenda de votações cheia e defendeu o evento de kart que será realizado na Paraíba no ano que vem. Contudo, a assessoria de Amaral disse que ele não viajará.

“A Presidência entende a importância da missão solicitada pelo deputado e reconhece Amaral como principal articulador para que o campeonato Rotax Max Challenge seja realizado no município de Conde (PB), evento que poderá trazer R$ 20 milhões de investimentos para o estado da Paraíba e contará com a participação de 400 pilotos de 65 países. Diante do exposto, a missão a Portugal foi autorizada e sua realização ficará a critério do parlamentar”, declarou a Presidência da Casa em nota.

Na última sexta-feira, quando rejeitou custear a viagem depois de procurada pelo GLOBO, a presidência da Casa era exercida pelo deputado Fábio Ramalho (PMDB-MG), já que Rodrigo Maia (DEM-RJ) estava viajando para o exterior. Desta vez, a nota veio sob a presidência de Maia. O gabinete da presidência da Câmara é responsável por autorizar missões oficiais ao exterior.

A Câmara ainda diz que a “não autorização da missão do deputado André Amaral (PMDB-PB) foi motivada pela intensa agenda de votações prevista para esta semana, com foco em propostas na área de segurança pública”.

Procurada pelo GLOBO, a assessoria do parlamentar afirmou apenas que ele não irá viajar.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.