Seguindo desejo popular, vereadores de Bayeux devem acatar pedido de cassação do prefeito interino

O prefeito interino de Bayeux, Luiz Antônio (PSDB) ), perdeu apoio dos vereadores e deve sofrer o processo de cassação, cujo pedido deve ser aprovado nesta terça-feira (31). O tucano conta, agora, com o apoio de apenas dois dos 17 parlamentares.

O sentimento agora é por novas eleições. O fim de semana foi repleto de reuniões entre os vereadores. Na sexta, se reuniram na casa da vereadora Luciene de Fofinho (PSB) e ontem, o presidente da Câmara, Noquinha (PSL) passou o dia recebendo os parlamentares em sua casa, em Camboinha.

Segundo informações, o vereador Jeferson Kita (PSB) é o grande responsável pela articulação que culminará com a aceitação do pedido de cassação do prefeito interino.

No município, a tese de nova eleições ganha corpo. Tanto os vereadores Adriano Martins (PMDB), Luciene de Fofinho e o ex-candidato a prefeito de Bayeux, Léo Micena, já fazem campanha pela cassação da chapa e que a Câmara  convoque novas eleições.

Nos bastidores, comenta -se que o ex-prefeito, Expedito Pereira (PSB), já se movimenta para participar de uma possível eleição na cidade. De acordo com informações, o socialista já tem até discutido formação de chapa.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.