Ricardo inaugura as novas instalações da Central de Transplante da Paraíba

O governador Ricardo Coutinho inaugurou, nesta terça-feira (24), as novas instalações da Central de Transplante da Paraíba, noHospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa. As instalações proporcionam maior integração entre a Central de Transplante, a Organização à Procura de Órgãos (OPO) e o Banco de Olhos da Paraíba, além de permitir melhores condições de trabalho. Deputados estaduais e auxiliares do Governo também estiveram presentes.

A Central de Transplante e a OPO funcionam 24 horas por dia e estão abertas para receber notificações de óbitos, tanto de morte encefálica como após a parada cardíaca. O trabalho da Central de Transplante também se estende ao Programa de Educação Continuada, voltado para a sociedade, por meio de palestras educativas de esclarecimento sobre todo o processo de doação de órgãos e tecidos.

Para o governador Ricardo Coutinho, a inauguração da nova Central de Transplante representa um avanço nos serviços prestados nesse campo do transplante de órgãos. “Há vários hospitais credenciados, tanto do Estado como privados, e a Central acompanha esses transplantes em todo o sistema. Para isso é preciso ter uma estrutura adequada. Hoje estamos, justamente, inaugurando este espaço que visa ter a capacidade de coordenar este sistema e gerar credibilidade para que as pessoas compreendam como o ato de doar um órgão é fundamental”, ressaltou.

Ricardo Coutinho ainda destacou o esforço feito para ampliar a rede pública de saúde na Paraíba e citou alguns hospitais que estão sendo construídos pelo Governo do Estado. “São muitos investimentos na saúde, temos o Hospital Regional de Picuí para ser inaugurado este ano, temos o Hospital de Cacimba de Dentro, ainda entregaremos o Hospital de Oncologia de Patos e não podemos esquecer do Hospital Metropolitano de Santa Rita, que será entregue no início do próximo ano, sendo referência em neurologia e cardiologia”, pontuou.

Com o novo ambiente os servidores da Central de Transplante possuem uma melhor acomodação, além de dispor de sala para treinamento e reuniões, equipada com datashow; sala de informática, ligada por meio do Data-SUS com o Sistema Nacional de Transplante/Ministério da Saúde, em Brasília.

A secretária de Saúde, Cláudia Veras, destacou que essa nova estrutura é uma grande conquista de todos que fazem parte da Central de Transplante, que nunca teve uma sede própria. “Funcionava primeiro no prédio do Ipep, depois em uma sala emprestada, enfim, essa estrutura era extremamente necessária. São duas áreas que precisam funcionar aqui, a parte da Central Nacional de Transplante que interliga todas as centrais estaduais e a parte da equipe propriamente dita que vai trabalhar com as famílias para captação dos órgãos. A equipe está super feliz por ter esta nova sede”, finalizou.

“Estávamos funcionando descentralizados, o que causava dificuldades, agora com esta sede, trabalhamos todos juntos havendo uma integração maior, além de mais conforto e melhorias no acolhimento das famílias enlutadas que decidirão sobre a doação dos órgãos”, explicou a diretora da Central de Transplante da Paraíba, Gyanna Lys Montenegro.

Rósula Maria trabalha na Central de Transplante e comentou que incentiva todos os familiares a serem doadores de órgãos. Ela explicou como fazer para que o desejo de ser um doador se concretize. “Quando a gente morre nosso corpo pertence a nossa família e a captação dos órgãos só pode acontecer após os familiares assinarem o Termo de Doação. Dessa forma, se torna fundamental que as pessoas conversem com seus parentes e deixem claro que querem ser doares”, falou.

Dados – Entre os meses de janeiro e setembro deste ano, a Central de Transplante da Paraíba realizou 147 transplantes, sendo: 120 de córnea, 26 de rim e 1 de fígado. Atualmente, 691 pessoas estão na fila de espera por transplante, sendo 358 por córnea; 330 por rim e 3 por fígado.

Contato – Pelo e-mail: transplante@gmail.com ou pelos telefones: (83) 3244.6192 / 98845.3516, a população pode entrar em contato com a Central de Transplante da Paraíba para solicitar palestras, informar óbitos e tirar dúvidas.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.